terça, 20 de fevereiro de 2024
Saúde

Vacina contra Covid-19 passa a ser obrigatória para crianças de seis meses a cinco anos incompletos

08 Jan 2024 - 14h48Por Da redação
Criança recebe vacina - Crédito: divulgaçãoCriança recebe vacina - Crédito: divulgação

A Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, foi informada da Nota Técnica nº 118/2023, publicada pelo Ministério da Saúde, que inclui a vacinação contra a COVID-19 no Calendário Nacional de Vacinação Infantil a partir de 1º de janeiro de 2024. A medida vale para crianças a partir dos 6 meses até 5 anos incompletos – 4 anos, 11 meses e 29 dias de idade –, público para o qual a aplicação da vacina se torna obrigatória.

A iniciativa foi adotada com base em evidências científicas mundiais e no número de casos e de óbitos de crianças no país em decorrência da COVID-19. Até novembro do ano passado, foram registrados mais de 5 mil casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) por COVID-19 e 135 óbitos entre crianças menores de cinco anos no Brasil, além do aumento da incidência e da mortalidade de SRAG nesta faixa etária.

Diante disto, o município de São Carlos já está disponibilizando as vacinas contra a COVID-19 para as crianças de seis meses a cinco anos incompletos em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) e Unidades de Saúde da Família (USF’s), de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30.
Vale lembrar que o esquema vacinal completo destas crianças é de três doses da vacina Pfizer Baby. O intervalo entre a primeira e a segunda dose é de quatro semanas e, da segunda para a terceira dose, de oito semanas. A vacina não tem contraindicações e não interfere na eficácia de outras imunizações previstas no calendário vacinal.

Conforme a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Denise Mello Martins, a manutenção da carteira de vacinação com todos os imunizantes recebidos implica benefícios em diversos aspectos. “É importante manter a carteira de vacinação em dia, evitando casos mais graves e óbitos para variadas doenças. E, com a Nota Técnica nº 118/2023, emitida pelo Ministério da Saúde, a imunização contra a COVID-19 torna-se definitiva no Calendário Nacional de Vacinação Infantil. Desta forma, os pais que não vacinarem seus filhos poderão, além da questão de saúde pública, perder benefícios sociais”, salienta a diretora.

NÚMEROS EM SÃO CARLOS - Até o momento, 5.950 doses de vacina contra a COVID-19 foram aplicadas em crianças de seis meses a cinco anos incompletos em São Carlos desde dezembro de 2022, quando o imunizante foi liberado para esta faixa etária. Os números representam uma cobertura de 8,6% desta população.

Leia Também

Últimas Notícias