domingo, 23 de junho de 2024
Política

Câmara instaura CPI para investigar greve dos motoristas de ônibus

29 Mai 2024 - 08h22Por Da redação
Pontos de ônibus vazio: São Carlos amanheceu sem transporte coletivo na última segunda-feira  - Crédito: Maycon MaximinoPontos de ônibus vazio: São Carlos amanheceu sem transporte coletivo na última segunda-feira - Crédito: Maycon Maximino

A Câmara Municipal de São Carlos aprovou na sessão desta terça-feira (28) por 19 votos uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a atuação de um afiliado do Partido dos Trabalhadores (PT) e outros envolvidos na greve dos motoristas de ônibus de transporte coletivo municipal que ocorreu na última segunda-feira (27).

O requerimento da CPI é de autoria do vereador Paraná Filho (Progressista), que será o presidente da Comissão. Além disso, a CPI fará investigações e oitivas em um prazo de 90 dias e contará como relator o vereador Gustavo Pozzi e será composta também pelos vereadores André Rebello, Sergio Rocha e Bira.

Para o vereador Paraná Filho a greve foi ilegal e abusiva, visto que não teve atuação do sindicato da categoria e não manteve o número mínimo de 30% das frotas nas ruas. Além disso, a CPI tem como alvo a participação do motorista V.R., que, segundo o texto da CPI, é filiado e militante do PT e líder do movimento grevista.

“O que temos de informação é que o líder desse movimento é uma pessoa ligada ao Partidos dos Trabalhadores (PT) e nós estamos recebemos áudios, prints de conversas, trechos de vídeos que mostram lideranças partidárias articulando esse movimento de paralisação, muito provavelmente com viés político eleitoral, visto que estamos há 4 meses das eleições”, declarou o vereador do Progressista.

Leia Também

Últimas Notícias