Menu
quarta, 21 de abril de 2021
Política

Câmara declara apoio e professores da rede pública se manifestam durante sessão

15 Nov 2017 - 16h36
Foto: Marcos Escrivani - Foto: Marcos Escrivani -

A sessão ordinária da Câmara Municipal de São Carlos desta terça-feira, 14, teve momentos polêmicos e em um deles, reuniu dezenas de professores, pais e alunos da rede municipal de ensino.

O assunto mais uma vez trouxe as mudanças planejadas pela Prefeitura Municipal para o ano letivo de 2018, onde todos os docentes são enfáticos ao afirmarem que o ensino de São Carlos será precarizado.

Na oportunidade, foi concedido ao professor José Vanderlei Martins e a professora Renata Soares Rodrigues o direito de usar a Tribuna para se expressarem seus pontos de vista perante os presentes.

Ambos informaram os pontos negativos de encerrar em São Carlos, as aulas de apoio e substituição e de Educação Física no Ensino Fundamental, recreação e projetos sociais que deixarão deixar de existir com as novas regras impostas.

Destacaram ainda a forma que estão sendo desligados dos seus postos de trabalho por meio de remoção compulsória.

Ao término de suas falas, os professores foram aplaudidos pelos vereadores e por aqueles que estavam presentes.

O vereador Roselei Françoso que vem dando apoio aos professores e é contra as alterações que estão sendo realizadas, vem conseguindo suporte de seus pares, como exemplo, o vereador Gustavo Pozzi. O presidente da Câmara Municipal, Julio Cezar declarou estar junto com a categoria e que toda rede pública municipal pode contar com a Câmara de São Carlos.

Esteve presente também na Câmara o secretário de Governo Edson Fermiano e o Secretário de Educação Nino Mengatti, na tentativa de aprovação de projetos de interesse do Executivo, porém, nenhum projeto que não era considerado de urgência e de real interesse da população de São Carlos foi aprovado.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias