domingo, 16 de junho de 2024
Segurança no trânsito

Uso da cadeirinha aumenta segurança das crianças; veja como usar

20 Mai 2024 - 17h19Por Da redação
Cadeirinha - Crédito: divulgaçãoCadeirinha - Crédito: divulgação

Seja a passeio ou na correria do dia a dia, transportar crianças em veículos requer atenção especial. É muito importante que pais e responsáveis fiquem atentos às normas de segurança para garantir uma viagem tranquila. E o uso correto da cadeirinha é fundamental para a proteção dos pequenos durante trajetos curtos ou longos.

Dados estatísticos e recomendações de especialistas reforçam a importância desse dispositivo de segurança, que pode ser decisivo na prevenção de ferimentos graves e até mesmo salvar vidas em caso de acidente. De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), os acidentes de trânsito são a principal causa de morte entre crianças de 1 a 14 anos no Brasil. Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que o uso da cadeirinha, devidamente instalada e de acordo com a faixa etária, reduz em até 70% o risco de morte de crianças em casos de acidente e em até 90% o risco de ferimentos graves.

Segundo a legislação, crianças com idade inferior a 10 anos e que tenham menos de 1,45 metro de altura devem ser transportadas no banco traseiro em assento específico, determinado de acordo com idade, peso e altura. A partir dos 7 anos e meio, caso a criança tenha atingido a altura mínima estipulada, de 1,45 metro de altura, já é possível transportá-la apenas com o cinto de segurança no banco de trás. Essa medida visa garantir que as crianças estejam protegidas em caso de acidentes, reduzindo significativamente o risco de lesões graves ou fatais.

As cadeirinhas são projetadas para absorver impactos e proteger as partes mais vulneráveis do corpo das crianças, como cabeça, pescoço e coluna vertebral. Existem diferentes tipos de cadeirinhas, adequadas para cada faixa etária e peso, desde bebês recém-nascidos até crianças maiores que ainda não atingiram a altura e peso adequados para usar o cinto de segurança do veículo.

Para a coordenadora de Operação de Tráfego da Eixo SP, Raquel Fernandes Monteiro, o uso da cadeirinha para transportar crianças não é apenas uma questão de cumprir a lei, mas sim de preservar vidas. "A segurança das crianças é uma prioridade e deve ser tratada com a seriedade que merece, garantindo que elas possam viajar protegidas e com tranquilidade", afirma.

Segundo ela, é muito importante que pais e responsáveis estejam atentos à maneira como o cinto se ajusta ao corpo da criança quando não há mais a necessidade da cadeirinha ou do assento de elevação. “O cinto deve estar confortável ao ombro e jamais na altura do pescoço,  o que pode causar lesão em um acidente”, observa.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelece que transportar crianças sem observância das normas de segurança configura infração gravíssima com multa de R$ 293,47 e pena de sete pontos na carteira de motorista (CNH).

Como utilizar corretamente a cadeirinha

Bebê conforto: Para crianças de 0 a 1 ano de idade ou com até 13 kg.

Cadeirinha: Para crianças de 1 a 4 anos de idade ou com peso até 18 kg.

Assento de elevação: Para crianças de 4 a 7 anos e meio de idade, com até 1,45 metro de altura e peso de até 36 kg.

Cinto de segurança: Para crianças acima de 10 anos ou com mais de 7 anos e meio com altura acima de 1,45 metro.

Leia Também

Últimas Notícias