Menu
segunda, 01 de março de 2021
Cidade

UFSCar promove ações de cuidado de saúde e beleza destinadas às mães das crianças atendidas

15 Mai 2016 - 08h21Por Redação
Foto: Letícia Longo - Foto: Letícia Longo -

Na última semana e em comemoração ao Dia das Mães, a Unidade Saúde Escola (USE) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) realizou diversas ações de cuidado específico de saúde e beleza destinadas às mães das crianças assistidas pela Unidade. Com o objetivo de promover o bem estar dessas pessoas, enquanto as crianças eram atendidas nas áreas de Psicologia, Fisioterapia, Terapia Ocupacional e Assistência Social, as mães receberam alguns agrados relacionados ao cuidado pessoal. Atualmente, cerca de 250 crianças recebem atendimento na USE.

Em uma parceria com profissionais voluntários da cidade de São Carlos e também com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC), foram oferecidos serviços gratuitos de manicure, podologia, design de sobrancelha, limpeza de pele, maquiagem, escova, sessões de alongamento, aulas de zumba, dança do ventre e oficina de artesanato. As atividades da semana foram abertas com uma roda de conversa mediada por Juliana Menegussi, assistente social da USE, e Lisa Gennaro, psicóloga da Unidade, com o tema "O que é ser mãe na concepção das mulheres atendidas na linha da infância e juventude da USE". Diversos profissionais da linha de atendimento estiveram presentes na atividade, na qual foram compartilhados os desafios de ser mãe de crianças com deficiências físicas, intelectuais, dentre outras.

Juliana Menegussi conta que, além da participação de mães e avós, o evento também teve a presença de pais na roda de conversa, que foi aberta a todos os que estavam presentes na USE na tarde do evento. "Geralmente, a figura do pai no processo de cuidado ainda é bastante ausente, infelizmente. Mas alguns pais conseguiram estar presentes e esse foi um grande diferencial da atividade", comemora a assistente social.

Rozi Furlan, auxiliar de enfermagem na linha de cuidado à criança e ao adolescente da USE e idealizadora das atividades, explica que as ações tiveram como objetivo a humanização. "Muitas mães não têm oportunidade de realizar essas atividades. Então, resolvemos promover esses serviços para que elas tenham essa chance. As crianças com deficiência têm uma demanda de muita atenção da mãe, de um cuidado maior, e elas acabam não tendo tempo de cuidar de si próprias, de olhar para elas. Elas só têm olhos para seus filhos e acabam esquecendo delas mesmas", explica Rozi.

Segundo a enfermeira, as famílias das crianças com necessidades especiais também precisam de cuidado. "Na USE nós trabalhamos com um olhar integral. Nós buscamos olhar para o ser humano não só por meio do problema que o trouxe até aqui, mas de uma forma geral. E não só com o paciente, mas também com seus acompanhantes, que também têm necessidades, principalmente no caso dos cuidadores, que apresentam uma grande demanda de atenção, visando promover uma qualidade de vida melhor para todos", ressalta Furlan.

Menegussi reafirma que cuidar de quem cuida é tão importante quando cuidar do paciente. Por isso, a promoção dessas atividades é fundamental para proporcionar um olhar integral para além das doenças, garantindo um espaço saudável num ambiente de saúde. A assistente social conta que, durante a semana, começou-se a perceber a necessidade de outras mães que transitavam na Unidade, além das mães que estão em atendimento com seus filhos, e as atividades acabaram sendo oferecidas para as outras linhas de cuidado da USE.

"Nós conseguimos alcançar nosso objetivo, atendendo as mães e as famílias de um modo geral, que saíram daqui felizes. Essas mulheres e as demais pessoas que são responsáveis pelas crianças em tratamento, que oferecem esse cuidado, transitam muito em espaços de saúde, mas nunca recebem esse olhar. E não se faz saúde integral se você não cuida da família e da rede que garante suporte a ela. Então, garantir um espaço saudável para essas mães é fundamental para o vínculo que o serviço de saúde estabelece com essa família, para o cuidado que é ofertado à criança, e principalmente, para esse cuidado humanizado e integral que a gente prioriza", conclui a assistente social.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias