sexta, 01 de março de 2024
Cidade

UFSCar é a primeira universidade brasileira a adotar IPv6

16 Set 2010 - 14h48Por Redação São Carlos Agora

A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) tornou disponível a nova versão do protocolo IP, o IPv6, em toda a sua rede pública. A implantação aconteceu após testes realizados pela equipe de TI com apoio e orientação da equipe do Centro de Estudos e Pesquisas em Tecnologia de Redes e Operações (CEPTRO.br) do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br).

Para garantir que o novo protocolo pudesse ser utilizado sem necessitar de investimentos em infraestrutura, a equipe da universidade optou por substituir os roteadores antigos por estruturas baseadas em computadores tradicionais que utilizam softwares livres para realizar a função.

Segundo Marcelo José Duarte, responsável pelo projeto na UFSCar, a adoção do IPv6 garante que a instituição se antecipe ao mercado, evitando gastos e problemas futuros. “Em um determinado momento, todas as instituições e empresas deverão estar prontas para o IPv6. Com a implantação já realizada, não teremos impactos significativos quando o novo protocolo estiver de fato implementado em toda a Internet”, diz.

Devido ao rápido esgotamento de números IP na versão 4, a adoção da versão 6 deve ser vista como prioridade por provedores e empresas. Segundo previsões dos órgãos responsáveis pelo gerenciamento, distribuição e registro dos IPs no mundo, os estoques da versão 4 devem acabar em meados de 2011.

“A implantação do IPv6 é a única solução capaz de garantir o desenvolvimento e crescimento continuados da Internet. Quem ainda não começou a implantação, deve fazê-lo o quanto antes.”, diz Antonio M. Moreiras, coordenador do projeto IPv6.br do NIC.br.

O NIC.br promove a adoção do IPv6 desde 2007,desde então, foram várias as iniciativas com o objetivo de conscientizar e capacitar a comunidade técnica para a adoção da nova versão do protocolo. A entidade criou um sítio Web com material de referência,(http://ipv6.br), participou de diversos eventos, como a Campus Party, o Conip e o FISL, com palestras. Foram criados também cursos em formato e-learning e presenciais sobre o assunto. Além disso, pelo PTTMetro em São Paulo, é oferecido trânsito IPv6 gratuito, em caráter experimental, aos participantes locais.

O "Curso de Introdução ao IPv6", em formato e-learning, está disponível gratuitamente em: http://ipv6.br/curso. O conteúdo permite que usuários comuns entendam as dificuldades decorrentes do esgotamento dos números IP e a necessidade de implantação do IPv6 na Internet, trazendo ainda detalhes técnicos para profissionais da área e usuários avançados.

Os cursos presenciais são destinados aos profissionais que gerenciam tecnicamente Sistemas Autônomos e são oferecidos gratuitamente na sede do NIC.br, ou sob demanda em outros locais. As apostilas e outros materiais utilizados no curso estão disponíveis no endereço: http://ipv6.br/presencial.

Leia Também

Últimas Notícias