Menu
domingo, 07 de março de 2021
Em 2019

São Carlos ultrapassa as 59 mil multas e arrecadação de R$ 8,2 milhões

Os radares fixos e móveis responderam por 23.967 multas. Já a Área Azul gerou 19.565 infrações.

03 Fev 2020 - 12h54Por Redação São Carlos Agora
Trânsito em São Carlos: multas por estacionamento irregular tiveram um crescimento de 69%, segundo balanço de secretaria - Crédito: São Carlos AgoraTrânsito em São Carlos: multas por estacionamento irregular tiveram um crescimento de 69%, segundo balanço de secretaria - Crédito: São Carlos Agora

Balanço da Secretaria de Transporte e Trânsito mostra que São Carlos fechou o ano passado com 59.887 multas, um crescimento de 2,41% em relação a 2018 quando a cidade fechou com 58.477 autuações. Estacionar o veículo em condição irregular lidera as estatísticas de infração com 20.320 autuações, o que corresponde a 34% do total – aumento de 69% se comparado com 2018 quando foram registradas 12.013 multas. Contudo, transitar em velocidade superior à estabelecida em via contabilizou 14.500 infrações, 17% menor que 2018 quando foram registradas 17.406 multas.

O secretário de Transporte e Trânsito, Coca Ferraz, avalia que muitos motoristas ficam desatentos às regras, como a necessidade de pagamento do estacionamento rotativo, denominado Área Azul. “Somado a isso, temos o estacionamento indevido, ou seja, a pessoa para em lugar proibido. Com o crescimento da frota, temos uma diminuição das vagas de estacionamento, logo o motorista para em lugar indevido e toma multa. Foi a única infração que apresentou um crescimento. Nos demais itens como excesso de velocidade, sem o cinto de segurança e dirigir ao celular, o município apresentou redução nas infrações”, ponderou Coca Ferraz.

Celular

No ano passado, a fiscalização de trânsito anotou 3.057 infrações de motoristas conduzindo veículos e falando ao celular; em 2018, foram 3.766, uma queda de quase 19%.

A queda mais expressiva está relacionada à falta de uso de cinto de segurança, uma queda de 38%. Foram 2.065 multas no ano passado e 3.322 em 2018. “O motorista está mais consciente. Isso está somado a algumas ações. Primeiro, a educação no trânsito, algo que investimos com campanhas em escolas. A fiscalização se mantém forte, efetiva e isso contribui para a conscientização e a engenharia, a sinalização, que ajuda na contenção dos índices”, esclareceu.

Radares

Os radares fixos e móveis responderam por 23.967 multas. Já a Área Azul gerou 19.565 infrações. Os guardas municipais promoveram 5.139 multas; os agentes de trânsito, 8.317 e a Polícia Militar, 2.899. A cidade possui 454 agentes autorizados a aplicarem multas, sendo 265 policiais militares, 160 guardas municipais e 29 agentes de trânsito. São Carlos apresentou um crescimento na arrecadação das multas. Subiu de R$ 6,979 milhões para R$ 8,233 milhões. Em 2018 e 2019, o que foi efetivamente pago das multas somou R$ 12,4 milhões. Em 2018, motoristas não pagaram R$ 4,448 milhões de multas aplicadas e no ano passado R$ 3,574 milhões.

Comerciais

Nas estatísticas da Secretaria de Transporte e Trânsito, outro dado chama a atenção. A multa, por não identificação de condutor, imposta a pessoa jurídica, os chamados veículos comerciais: saltou de 3.604 para 4.937 multas, crescimento de 37%. “Nesse caso, a multa é paga em dobro e não há a perda de pontos na carteira de habilitação. Isso explica a seguinte situação. Apesar de um crescimento de 2,41% no número de multas, o valor arrecadado subiu um pouco mais”, diz Coca Ferraz.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias