sexta, 23 de fevereiro de 2024
Cidade

SAMU completa 4 anos com mais de 97 mil atendimentos

02 Jul 2010 - 14h31Por Redação São Carlos Agora

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de São Carlos acaba de completar 4 anos de atendimento à população de São Carlos, com direito a confraternização das equipes de socorristas considerados os verdadeiros anjos da guarda que salvam vidas da população.

Inaugurado no dia 30 de junho de 2006, o SAMU realizou em 4 anos 97.920 atendimentos, média mensal de 1.950 atendimentos/mês de média e baixa complexidade realizados pelas ambulâncias conhecidas como Unidades de Suporte Básico (USB) e 125 atendimentos/mês de alta complexidade pela Unidade de Suporte Avançado (USA).

Para comemorar o quarto ano de atividade o SAMU e a população de São Carlos estão sendo beneficiados com a aquisição pela Prefeitura de mais dois Desfibriladores Automáticos (DEA), equipamento fundamental para recuperação do paciente nos casos de parada cardiorrespiratórias. Os equipamentos, já disponível na Unidade de Suporte Avançado, estão sendo implantados em duas ambulâncias de Suporte Básico, que passam a ser unidades semi-intensivas, aumentando assim as chances de salvar vidas de pacientes atendidos pelo SAMU.

Segundo Francisco Luiz Néo, chefe da Divisão da Atenção Pré-Hospitalar Móvel, “a proposta da Secretaria Municipal de Saúde é comprar novos equipamentos para integrar toda a frota de ambulâncias do SAMU. Os condutores, auxiliares e técnicos de enfermagem da instituição já foram treinados e estão aptos para operar os desfibriladores”, ressalta.
A capacitação foi feita pela Prefeitura em parceria com o Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio Libanês e a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), através do projeto Cidade em Defesa da Vida.

Serviço de qualidade para salvar vidas - Quando toca o telefone 192 do outro lado da linha estão os profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), verdadeiros “anjos da guarda”, preparados para salvar vidas. Quem liga para o SAMU percebe a especialização do serviço na remoção de pacientes, coordenado pelo médico regulador que faz a triagem e avalia a gravidade do caso e se há necessidade de remoção do paciente por ambulância de suporte básico ou com equipamento especial e médico intervencionista (Unidade de Suporte Avançado - USA).

O SAMU possui 6 ambulâncias prontas para remoção no período noturno e 8 no período diurno. Após capacitação de profissional especializado o SAMU também colocará em operação uma motolância, moto equipada com desfibrilador e material para suporte básico à vida que será pilotada por um técnico de enfermagem treinado para atuar nas intervenções rápidas pelas ruas da cidade e na zona rural, agilizando o atendimento emergencial, até a chegada da ambulância.

Para o secretário municipal de Saúde, Arthur Pereira, os profissionais do merecem o reconhecimento da população pelo sucesso do trabalho “em defesa da vida com equipes que fazem a diferença nos atendimentos de urgência e emergência em nossa cidade”.

Em média são 70 ligações/dia, pessoas que ligam para o SAMU pedindo socorro para acidentes com vítima, mal súbito, trabalho de parto, acidentes de trânsito, de trabalho, vítimas de violência com arma de fogo e arma branca, além de situações onde há risco de morte como parada cardiorrespiratória, traumatismos, ou infarto do miocárdio, entre outros procedimentos de emergência. Para atender a população a Prefeitura contratou 28 médicos, 6 enfermeiros, 30 auxiliares de enfermagem, 4 telefonistas auxiliares de regulação médica (Tarm), 4 operadores de rádio, 28 condutores (motoristas), 1 médico coordenador e 1 administrador.

Leia Também

Últimas Notícias