Menu
quarta, 23 de junho de 2021
Cidade

Roselei repudia decisão de reduzir carga horária da educação infantil

28 Jul 2015 - 15h09
Vereador Roselei: “Redução da carga horária prejudicará milhares de pais e alunos da educação infantil” - Vereador Roselei: “Redução da carga horária prejudicará milhares de pais e alunos da educação infantil” -

O vereador Roselei Françoso (PT) apresentou moção de  repúdio contra ato da Prefeitura que reduziu a carga horária da educação infantil e fase inicial do ensino fundamental na rede de ensino do município. No documento, o vereador lamenta a decisão compulsória anunciada na última segunda-feira (27) nos horários de trabalho pedagógico coletivo dos professores. A medida deverá se iniciar a partir da próxima segunda-feira (3).

A avaliação é de que a redução “causará um grande transtorno na vida de milhares de pais e alunos da educação infantil e fase inicial do ensino fundamental, do 1º ao 5º ano”. No período da manhã, os alunos que entravam às 7h e saíam às 11h30, passarão a entrar  às 7h30 e deverão sair às 11h15, podendo permanecer na escola até às 12h. No turno da tarde os alunos entrarão às 13h e sairão às 17h25, no período regular e no caso de período integral, deverão sair às 16h25. Segundo o vereador, a situação se agrava para os alunos do ciclo I da educação fundamental, que estão sendo alfabetizados e passarão a sofrer consequências em relação ao processo de ensino e aprendizagem, além das dificuldades de se cumprir todo o conteúdo curricular.

”A Prefeitura está tentando ludibriar os professores em relação à lei do piso nacional, penalizando os alunos quando deveria buscar o melhor para eles, contratar mais professores para cumprir os horários de aula enquanto os demais realizam os trabalhos de planejamento previstos pelo HTPI e outras medidas de desenvolvimento e progresso na educação municipal”, afirma o vereador, apontando também as dificuldades impostas aos alunos que residem em áreas rurais.

Cópias da moção de repúdio serão enviadas à   Secretaria Municipal de Educação, Conselho Municipal das Escolas Municipais, Conselho do FUNDEB, Conselho Municipal de Educação, Conselho Nacional de Educação,Sindispam e Apeoesp. Roselei – que também cita que a medida afronta a Lei Orgânica do Município e legislações que a educação pública - solicita que a  Secretaria Municipal de Educação  encaminhe cópias para as associações de pais e mestres das escolas municipais, CEMEIS e EMEBs.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias