Menu
domingo, 17 de outubro de 2021
Cidade

Pesquisa do Sincomercio São Carlos comprova que 84% dos comerciantes são contra Área Azul na Vila Prado

12 Set 2017 - 10h46
Foto Anderson Lucio - Foto Anderson Lucio -

Durante Audiência Pública realizada na noite desta segunda-feira (11), na Câmara Municipal de São Carlos, o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de São Carlos (Sincomercio), Paulo Roberto Gullo, apresentou pesquisa que mostra que 84% dos comerciantes da Vila Prado são contra a implantação do sistema de estacionamento rotativo, Área Azul, nas avenidas Sallum e Dr. Teixeira de Barros (Rua Larga), no bairro.

A audiência foi presidida pelo vereador Gustavo Pozzi, com a presença do Secretário Municipal de Transporte e Trânsito, Antonio Clovis Pinto Ferraz (Coca); do Presidente da Associação Comercial e Industrial de São Carlos (ACISC), José Fernando Domingues (Zelão), demais vereadores e moradores e comerciantes da Vila Prado.

A pesquisa, encomendada pelo Sincomercio São Carlos, realizada pelas empresas Projectiva e JFP Consultoria, foi feita por meio de consulta telefônica, individualizada, com gestores de 63 empresas da região de Vila Prado, entre os dias 28 de agosto de 2017 e 30 de agosto de 2017.

O entrevistador apresentava a possibilidade de instalação de sistema de estacionamento rotativo, especificamente nas avenidas Sallum e Dr. Teixeira de Barros (Rua Larga), e fazia as seguintes perguntas com as opções de respostas:  O Sr. Concorda com a instalação da Área Azul na Vila Prado? SIM ou NÃO; Para o Sr. a eventual instalação dessa nova Área Azul na Vila Prado será: Positiva ou Negativa.

O resultado da pesquisa confirmou que a opinião dos comerciantes continua a mesma da que foi registrada em setembro de 2016:

 

O Sr. Concorda com a instalação da Área Azul na Vila Prado?  

Sim  

Não  

14% 

86%

     

Para o Sr., a eventual instalação dessa nova Área Azul na Vila Prado:

Positivo

Negativo

16%

84%

Durante apresentação da pesquisa, o presidente do Sincomercio destacou que a homogeneidade das empresas (todas de varejo e da mesma região - concentração geográfica) permite extrapolar o resultado da amostra para o universo e torna o resultado ainda mais representativo da realidade da opinião dos empresários afetados. "A amostragem é extremamente relevante dado que a eventual criação da Área Azul afetará uma região limitada do Município e, portanto, com efeito concentrado e, negativo para 84% das empresas entrevistadas, representando o universo do Varejo Local e, provavelmente afetando também de forma negativa outros segmentos e até mesmo pessoas físicas, como os moradores e clientes", concluiu.

A pesquisa, como forma de contribuição do Sincomercio, foi entregue ao Secretário Coca e ao vereador Gustavo Pozzi, para ser anexada ao processo da Audiência Pública.

Reforçada pelas manifestações de moradores e comerciantes do bairro, que participaram da audiência, a conclusão foi que não deverá ser instalado o sistema de estacionamento rotativo, Área Azul, na Vila Prado. "A Audiência Pública cumpriu seu propósito de saber o que os interessados no assunto queriam, no caso os comerciantes e moradores. A conclusão foi que não há demanda, não há a necessidade para Área Azul na Vila Prado e que deve haver um estudo, feito pela Secretaria de Trânsito, para que outras alternativas, mais viáveis, melhorem a mobilidade na região da nossa querida Vila Prado", concluiu Paulo Gullo. 

 

 

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias