Menu
sexta, 03 de dezembro de 2021
Melhor desempenho de motor

Pesquisa da UFSCar na área automotiva é premiada

09 Dez 2018 - 10h43Por Márcia Osaki
Pesquisa da UFSCar na área automotiva é premiada -

Anualmente, a Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA) realiza cerimônia de entrega do Prêmio AEA Destaque Novos Engenheiros, cujo objetivo é identificar estudantes de Engenharia com destacado desempenho acadêmico e que desenvolveram trabalhos relacionados à Engenharia Automotiva, estimulando que sigam carreira na área. No dia 9 de novembro, na sétima edição da premiação, a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) teve seu sétimo estudante premiado, o agora já engenheiro mecânico Celso Tadeu do Cabo, autor do trabalho de conclusão de curso intitulado "Otimização de perfil de came e análise dinâmica de um sistema de comando de válvulas". O estudo foi realizado sob orientação de Flávio Yukio Watanabe, com a colaboração de Sidney Bruce Shiki, ambos docentes do Departamento de Engenharia Mecânica (DEMec) da Universidade.

O trabalho de pesquisa do estudante começou ainda no início do curso de graduação, como iniciação científica, já sob orientação de Watanabe. Naquele momento, o esforço foi de modelagem e compreensão da dinâmica do sistema de comando de válvulas de um motor de combustão interna simples (monocilíndrico) utilizado em geradores elétricos portáteis, máquinas agrícolas pequenas e, também, nos veículos conhecidos como "Baja" - veículos off road utilizados com fins didáticos em competições entre equipes de estudantes de Engenharia. "Dependendo dessa dinâmica, de como acontece o fechamento da válvula, há perda da mistura ar/combustível e, assim, de eficiência do motor", explica o orientador. Assim, depois de cursar uma disciplina optativa de Dinâmica de Mecanismos oferecida por Shiki, na qual são apresentados alguns métodos de otimização de processos, Celso do Cabo optou por, no trabalho de conclusão de curso, comparar diferentes perfis de came - peça que integra o sistema de comando de válvulas - buscando o perfil ótimo, ou seja, aquele com o qual o motor teria o melhor desempenho no que diz respeito ao processo de queima do combustível e exaustão do gás queimado.

Os resultados obtidos já foram apresentados em um simpósio nacional e, agora, foram organizados na forma de um artigo que será apresentado no 18º International Symposium on Dynamic Problems of Mechanics (Diname), principal congresso da área realizado no Brasil, cuja próxima edição bianual acontecerá em 2019. "Além disso, a empresa na qual o Celso está trabalhando o selecionou, entre outras coisas, por causa do trabalho com o software de otimização, o que nos deixou muito felizes, pois era um ótimo estudante", registra Watanabe. "Na minha avaliação, a iniciação científica e, depois, o trabalho de conclusão de curso, são atividades muito importantes para o estudante, um incentivo para aprender mais sobre um assunto que te interessa e, também, uma oportunidade para ver o que se aprende em aula aplicado em um projeto. E, no início da vida profissional, esse tipo de atividade extracurricular é um pré-requisito para você se destacar. No meu caso, o fato de eu conhecer uma ferramenta na qual a empresa estava interessada foi um diferencial no processo seletivo", corrobora do Cabo.

A UFSCar participa do Prêmio AEA Destaque Novos Engenheiros desde a sua primeira edição, em 2012. As instituições são convidadas a participar, e o fato da UFSCar ter sido incluída desde o começo indica o reconhecimento da qualidade da formação oferecida. Na Universidade, os departamentos indicam os trabalhos realizados na área em cada ano, e uma seleção interna escolhe o estudante a ser premiado. Ao longo das sete edições já realizadas, foram premiados cinco estudantes de Engenharia Mecânica e dois da Engenharia Elétrica, cursos iniciados em 2009 e que, assim, ainda não tinham trabalhos de conclusão realizados em 2012, tendo participado das primeiras edições com trabalhos de iniciação científica. "A premiação busca atrair os melhores estudantes para a área automotiva e, assim, termos sido convidados a participar já nos primeiros anos, com trabalhos de iniciação científica, sem dúvida é um reconhecimento importante", avalia Watanabe. "Para a Instituição, mostra que a AEA está olhando para a gente. Para o estudante, é um diferencial e uma valorização do trabalho realizado", concorda o Coordenador do curso de Engenharia Mecânica, Armando Ítalo Sette Antonialli. "Fiquei muito feliz de poder representar nosso curso e nossa universidade", conclui do Cabo.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias