sábado, 02 de março de 2024
Cidade

Nova polêmica atinge maternidade de São Carlos; funcionária é afastada pela direção

08 Abr 2017 - 08h08
Foto: Milton Rogério - Foto: Milton Rogério -

Após a morte de quatro gestantes na cidade, uma nova polêmica atinge a Maternidade da Santa Casa de São Carlos, Dona Francisca Cintra Silva. Uma enfermeira é acusada de um possível erro, ao aplicar injeção em uma paciente de forma equivocada.

Diante a denúncia, a direção afastou a funcionária e abriu uma sindicância para apurar os fatos e identificar se ocorreu quebra no protocolo de segurança da paciente.

Na tarde desta sexta-feira, 7, o São Carlos Agora recebeu denúncia de uma leitora, afirmando que sua cunhada teria sido vítima de um "erro gravíssimo".

No relato, a denunciante afirmou que sua cunhada A.C.P.L. está internada e que deu à luz a uma criança na quarta-feira, 5, pela manhã e na noite do mesmo dia, uma enfermeira de plantão teria ido ao seu quarto aplicar medicamentos de rotina.

Segundo a denunciante, teria ocorrido o erro que considera gravíssimo: a enfermeira teria aplicado a injeção na pessoa errada e ainda injetou a medicação de forma equivocada.

Para ela, a enfermeira teria que aplicar a medicação em outra paciente que teria tido parto normal. Todavia teria aplicado em sua cunhada que teve parto cesariana. A complicação foi mais além: ao invés de injetar a medicação nas nádegas (que seria o correto de acordo com informações obtidas junto a outras funcionárias da Maternidade, foi aplicada na veia da vítima.

Diante tais procedimentos, a denunciante afirmou que sua cunhada começou a passar mal. "Ela começou a transpirar frio, com tonturas, entre outros sintomas. No momento minha mãe foi avisar a enfermaria. Quando a mesma viu, cochichou para outra parceira: "Apliquei o medicamento errado." Todos no quarto entraram em pânico", disse a denunciante.

Ao São Carlos Agora, a mulher disse que errar é humano, mas difícil entender que uma pessoa qualificada para tal área, poderia cometer um erro dessa natureza, sem perguntar o nome da paciente e não ter a ciência o local que deveria ser aplicado.

"Seria falta de atenção? Seria falta de experiência? Ou até mesmo falta conhecimento na área?", indaga a denunciante. Segundo ela, sua cunhada estaria ainda internada em observação e mostrou indignação. "E se tivesse uma complicação maior? Se ela tivesse perdido a vida?", continuou.

SANTA CASA RESPONDE

Diante de tal denúncia, o São Carlos Agora entrou em contato com a direção da Santa Casa e no final da tarde a assessoria de imprensa emitiu nota oficial, transcrita abaixo:

"A Administração da Santa Casa de São Carlos abriu sindicância interna para apuração dos fatos para identificar se ocorreu quebra no protocolo de segurança da paciente no atendimento da Maternidade.

"Independentemente dessa ação, a coordenação de Enfermagem afastou a funcionária de suas funções diante da denúncia".

Leia Também

Últimas Notícias