Menu
quarta, 21 de abril de 2021
Cidade

Menina de 6 anos ganha cadeira de rodas após campanha realizada pela Cemei Bruno Panhoca

De origem humilde, Tatiane, ganhou sua liberdade e irá começar a frequentar escola; pais e alunos participaram da ação solidária

17 Nov 2017 - 13h56
Foto: Marcos Escrivani - Foto: Marcos Escrivani -

Um presente de Natal antecipado. Alunos, pais, professores e a direção da Cemei Bruno Panhoca, estabelecida no Jardim Dona Francisca, com o apoio da Ortomed, foram o Papai Noel da pequena Tatiane, de apenas 6 anos, e de sua mamãe, Claudinéia.

Portadora de Paralisia Cerebral, ela ganhou uma cadeira de rodas, após uma campanha solidária, realizada pela escola municipal e a partir de 2018, passará a frequentar a escola.

Nesta sexta-feira, 17, com a presença de pais, dos alunos e da direção, Tatiane, que reside com a mãe no Cidade Aracy, foi até a Cemei Bruno Panhoca receber o sonhado presente.

O São Carlos Agora, esteve na entrega, e presenciou momentos de pura emoção e carinho. Um ato generoso e criativo dos envolvidos que beneficiaram uma criança carente.

COMO TUDO COMEÇOU

O SCA entrevistou a diretora Adriana Aparecida Rocha que não escondeu as lágrimas durante a entrega da cadeira de rodas a pequena Tatiane.

"Fizemos uma campanha denominada Lacre Solidário, que começou em junho e fez parte da Semana do Bebê, que é realizada em setembro. Desde então, com a participação dos pais, dos nossos alunos e de integrantes da comunidade, passamos a arrecadar lacres e latas de alumínio, que foram vendidos. Foi arrecadada uma quantia em dinheiro. Pais também ajudaram com doações e a Ortomed também contribuiu. Com isso, compramos uma cadeira de rodas avaliada em aproximadamente R$ 2 mil, que foi doada para a Tatiane", disse a emocionada Adriana.

UMA ANJINHA INDEPENDENTE

Luciana Bolzan Agnelli Martinez, mãe do aluno Antonio e Terapeuta Ocupacional na UFSCar, fez a triagem da criança, que seria escolhida para receber a doação. A escolha recaiu em Tatiane, que não escondia sua felicidade.

Tendo em vista as dificuldades de sua família, que não possui recursos financeiros para adquirir uma cadeira de rodas, a pequena ganhou sua independência e a partir de agora poderá passear e, em 2018, frequentar a escola.

ALMA LAVADA

"Foi uma idéia que surgiu na escola e que deu certo. Um exemplo, que seria legal, se fosse seguido por todas as escolas. É um ato solidário, que estimula as crianças à ajudar o próximo. Além de ver uma anjinha feliz, de ter sua independência, de poder ir à escola. Não há dinheiro que pague neste mundo. Estou emocionada, feliz e realizada. E quero agradecer de coração a todos que participaram desta campanha. Uma forma muito positiva de terminar um ano de trabalho. É a renovação do espírito de todos", finalizou Adriana.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias