terça, 23 de abril de 2024
Cidade

Médicos residentes iniciam programa de especialização na Santa Casa

06 Mar 2015 - 17h04
Sete médicos recém-formados receberam as boas vindas da Santa Casa ao iniciarem o programa de Residência Médica no hospital - Sete médicos recém-formados receberam as boas vindas da Santa Casa ao iniciarem o programa de Residência Médica no hospital -

O processo seletivo do primeiro ano da Residência Médica contou com 20 candidatos que concorreram a sete vagas, em quatro especialidades

A Santa Casa de São Carlos recebeu os médicos recém-formados para ingressar no primeiro ano do programa de Residência Médica, que o hospital oferece a partir desse ano. Sete residentes nas especialidades de Cirurgia Geral, Clínica Médica, Pediatria e Ortopedia participaram na manhã de hoje, 06, da Aula Inaugural que abordou o controle e prevenção de infecção hospitalar pela médica infectologista, Ana Lúcia Soares, além de terem recebido as boas-vindas do vice provedor Marcos Nagliati e da equipe administrativa.

Durante o evento, Nagliati afirmou que a Santa Casa projetou desde 2010 a instalação do Departamento de Ensino e a possibilidade de abrigar o programa de Residência Médica, que agora concretiza-se com os alunos, que iniciam o primeiro ano. “Conquistamos todas as etapas burocráticas, investimos em infraestrutura e finalmente fomos credenciados pelo MEC (Ministério da Educação) para especializar novos médicos. O hospital e a cidade ganham com a vinda desse grupo, que irá contribuir para o crescimento do serviço de saúde na cidade”.

O diretor Superintendente da Santa Casa, Gilberto Brina analisou o processo seletivo positivamente, mesmo com o pouco tempo estabelecido entre a aprovação e o credenciamento pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM), vinculada ao MEC, ocorrida em 19 de janeiro, e as provas que foram realizadas em 22 de fevereiro.

“A prova foi aplicada por uma empresa especializada nesta área, de forma abrangente incluindo com objetividade todas as disciplinas médicas”, relatou. O processo contou com 22 inscritos, que preencheram sete das nove vagas oferecidas. De acordo com o coordenador, já era esperado um número reduzido de inscritos, uma vez que foi o primeiro ano de abertura do programa na Santa Casa, “além do que, o edital para abertura foi muito tardio e próximo à data de início da Residência Médica”, reforçou Brina.

Para o primeiro ano do programa o Departamento de Ensino optou em abrir a metade das vagas que o MEC aprovou. A Residência Médica foi credenciada para abrir 16 vagas ao todo, para o primeiro ano. Entretanto, ficou definido que só nove seriam oferecidas para 2015.

O evento contou com os diretores técnico e clínico da Santa Casa, Afonso Thadeu Panacci e Walter König, respectivamente. Eles também deram as boas-vindas aos residentes. “Nós iremos construir juntos a Residência Médica na Santa Casa, nós teremos a incumbência em transformar esse programa em excelência”, ressaltou König.

A vereadora Cidinha do Oncológico representou a Câmara Municipal e em seu discurso ressaltou a importância da Santa Casa investir em novas áreas e na formação de novos profissionais de saúde. Ela também parabenizou a equipe de residentes pela conquista da vaga. 

HISTÓRICO

O Departamento de Ensino foi criado na Santa Casa em setembro de 2013 como um dos pilares do Plano Diretor, que orienta e projeta o crescimento da instituição, como afirmou Brina.

“O núcleo foi estabelecido para gerenciar a Residência Médica nas especialidades Clínica Médica, Pediatria, Ortopedia e Cancerologia, Cirurgia Geral, o Internato Médico Hospitalar, que recebe alunos do 5º e 6º do curso de Medicina da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) nas especialidades de Ginecologia e Obstetrícia, Clinica Cirúrgica, Clínica Médica e Pediatria, a e estágios em Enfermagem e Farmácia”, explicou.

O projeto do Departamento de Ensino engloba a qualificação de novos profissionais da Saúde e da Administração da Santa Casa, como também a atualização do médicos preceptores que atuam como mentores dos alunos.

Estruturado com quatro salas de aulas equipadas com projetor, equipamento de vídeo e ainda uma biblioteca virtual e refeitório. A infraestrutura poderá receber até 40 alunos simultaneamente.

Leia Também

Últimas Notícias