domingo, 25 de fevereiro de 2024
Cidade

Integrantes do Conselho Municipal de Diversidade Sexual tomam posse

27 Mai 2010 - 19h52Por Redação São Carlos Agora

Na quarta-feira (27), os integrantes do Conselho Municipal de Diversidade Sexual tomaram posse durante reunião na Sala dos Prefeitos “Antonio Massei”. Com 10 integrantes, sendo cinco do Poder Público e cinco da sociedade civil, este novo Conselho irá propor, contribuir e fiscalizar políticas relativas aos direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transsexuais (LGBT).

A posse contou com a presença do vice-prefeito Emerson Leal, da secretária municipal de Cidadania e Assistência Social, Rose Mendes, da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Cidinha Duarte, da coordenadora de Artes e Cultura, Telma Olivieri, do presidente da ONG Visibilidade LGBT, Alexandre Sanches, além de representantes de vários segmentos de LGBT.

Segundo a secretária de Cidadania e Assistência Social, Rose Mendes, a posse dos integrantes deste conselho marca um momento muito importante. “Nós teremos muitas tarefas nos próximos meses, mas eu estou muito feliz. Nos dias 1,2 e 3 de julho será o 4° Encontro Paulista LGBT e no dia 4 de julho será a grande Parada do Orgulho LGBT. Nós estamos oferecendo todo apoio para a realização deste encontro e tenho certeza que, se no ano passado a primeira edição foi grande, a Parada do Orgulho LGBT deste ano será muito maior”.

Para o vice-prefeito Emerson Leal, a criação de mais este conselho garante a participação efetiva da população. “Os conselhos municipais são instrumentos importantes de participação da sociedade. E pensar políticas públicas nesta área, auxiliar na construção destes projetos para LGBT é questão de cidadania e de direitos humanos”.

De acordo com o presidente da Ong Visibilidade LGBT, Alexandre Sanches, o novo conselho será a melhor forma da sociedade civil discutir as demandas da questão LGBT diretamente com o Poder Público. “Cria-se responsabilidade dos Poderes Públicos com a quebra do preconceito e da homofobia. Não que anteriormente não existia. Tanto a Prefeitura como a Câmara sempre se preocuparam com a questão, mas agora nós conseguiremos nos unir e ampliar este trabalho”.

Leia Também

Últimas Notícias