sexta, 23 de fevereiro de 2024
Cidade

Hospital Universitário realiza exames para diagnóstico do vírus que está atingindo crianças em São Carlos

22 Jun 2017 - 21h29Por Redação
Exame de diagnóstico para pesquisa do Vírus Sincicial Respiratório. Foto: HU-UFSCar - Exame de diagnóstico para pesquisa do Vírus Sincicial Respiratório. Foto: HU-UFSCar -

Desde o início deste mês de junho, o Hospital Universitário "Dr. Horácio Carlos Panepucci" da Universidade Federal de São Carlos (HU-UFSCar) está realizando o teste diagnóstico para pesquisa do vírus sincicial respiratório (VSR). O teste é realizado somente em pacientes que estão internados e é indicado no caso de crianças menores de um ano com quadro de bronquiolite e com necessidade de internação hospitalar. Até o momento, foram coletadas onze amostras, sendo que cinco foram positivas para o vírus.

Nessa época mais fria do ano é comum o aumento de casos de infecções respiratórias, principalmente, em crianças. No mês de maio, o HU observou um aumento no número de atendimentos a crianças com esse tipo de infecção, que acarreta sintomas mais fortes em bebês menores de um ano. A partir disso, levantou-se a suspeita da presença do VSR, que se manifesta de modo leve em jovens e adultos, mas que pode causar pneumonia em crianças.

Em alguns casos, há dificuldade em se diferenciar a causa das infecções respiratórias. Por isso, desde o dia 1º de junho, está disponível o teste diagnóstico para pesquisa do VSR no HU-UFSCar. O exame, feito preferencialmente por raspado de nasofaringe, é importante para a manutenção ou suspensão do isolamento de pacientes, bem como para o direcionamento do tratamento instituído.

Os sintomas dos quadros de infecção respiratória causados pelos diferentes vírus e por bactérias são muito semelhantes, mas é preciso ter atenção à respiração das crianças. "Se a criança apresentar esforço respiratório, dificuldade para respirar, ela precisa ser examinada por um médico", orienta a infectologista do HU-UFSCar, Bárbara Rezende Martins.

READEQUAÇÃO DOS LEITOS

Em levantamento realizado pela unidade de monitoramento e avaliação do HU-UFSCar, foi constatado aumento significativo das internações pediátricas (em janeiro, eram 27% do total de internações no HU e, em maio, esse número subiu para 65%), sendo que 65% dessas internações foram de bebês entre 0 e 2 anos e 31% de crianças em idade pré-escolar (até 5 anos). Além disso, dos casos que são encaminhados pela Rede de Saúde Municipal para atendimento no HU, 80% precisaram de internação, aumentando a demanda do Hospital.

Para conseguir atender esse aumento dos casos, o HU-UFSCar reorganizou os leitos dando maior atenção à pediatria. "Nosso objetivo é atender a maior demanda desse período e contribuir com a Rede de Saúde de São Carlos", conclui Ângela Merice de Oliveira Leal, superintendente do HU-UFSCar.

SOBRE A EBSERH

Desde outubro de 2014, o HU-UFSCar é filiado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação, que administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à 

Leia Também

Últimas Notícias