sábado, 18 de maio de 2024
Reivindicação

Guilherme Scatena: usuários entregam abaixo-assinado para prefeito e pedem melhorias na via

04 Mar 2020 - 12h58Por Redação
Usuários garantem: rodovia está em péssimo estado de conservação - Crédito: DivulgaçãoUsuários garantem: rodovia está em péssimo estado de conservação - Crédito: Divulgação

Usuários da estrada municipal Guilherme Scatena reuniram-se na tarde de terça-feira, 3, com o prefeito de São Carlos, Airton Garcia (PSL), com o secretário de obras Reginaldo Peronti, secretário de serviços públicos, Mariel Olmo e o assessor de gabinete, Antônio Carlos Catarino. O grupo entregou abaixo-assinado, com 401 assinaturas, pedindo providências em relação à rodovia. Os reclamantes garantem que a estrada está em condições precárias há anos: seriam muitos buracos, sistema de drenagem insuficiente, dimensionamento inadequado para o perfil de trânsito, falta de acostamento, iluminação e sinalização.

O trecho, que dá acesso à Embrapa, balneário da Represa do 29, empresas e propriedades rurais, possui intenso fluxo de veículos leves, caminhões pesados, ciclista e pedestres. “A Guilherme Scatena é uma importante via de escoamento da produção agrícola e mineral, de acesso dos empregados ao seu trabalho e de circulação ao ponto turístico do município, além de ser comum como local para prática de esporte (corrida e ciclismo)”, afirmam.

De acordo com Cláudia De Mori, uma das representantes dos usuários, o tráfego intenso de caminhões pesados, para o qual o pavimento não foi dimensionado, divide espaço com veículos de passageiro, ciclistas, pedestres e carroças. “Considerando o constante perigo a que estamos submetidos e os sucessivos danos aos veículos, solicitamos à prefeitura providências, como recuperação do asfalto, sistema de drenagem, acostamento, iluminação e sinalização”, fala Cláudia, que passa diariamente pela via. “Também seria importante que as empresas que usam a via para deslocamento de caminhões pesados com seus produtos tivessem uma atitude pró-ativa na resolução do problema, já que a pista não está projeta para tal trânsito o que contribui para a degradação rápida do pavimento neste trecho”, acrescenta a usuária.

A Prefeitura comprometeu-se em buscar uma solução permanente para a estrada, mas isso depende de planejamento, tempo e busca de recursos. Em curto prazo, ações de tapa-buraco, limpeza e desobstrução das laterais para circulação da água foram mencionadas, o que não resolve o problema definitivamente.

Leia Também

Últimas Notícias