Menu
sexta, 25 de setembro de 2020
Saúde

Funcionários da hemodiálise pedem ajuda para Airton Garcia

27 Ago 2018 - 08h58Por Abner Amiel/Folha São Carlos e Região
Funcionários da hemodiálise pedem ajuda para Airton Garcia - Crédito: Abner Amiel/Folha São Carlos e Região Crédito: Abner Amiel/Folha São Carlos e Região

Uma reunião entre o prefeito Airton Garcia (PSB), junto do secretário de Saúde, Marcos Palermo, e profissionais da nefrologia aconteceu por volta das 18h desta sexta-feira (24). Os profissionais foram até o Paço municipal pedir apoio da Prefeitura. A Santa Casa não renovou a contrato com a atual empresa terceirizada que faz o serviço de hemodiálise e não garantiu até o momento a admissão de cerca de 50 profissionais. O hospital vai administrar o serviço a partir do dia 3 de setembro.

De acordo com o secretário de Saúde, a pasta vai solicitar uma reunião com provedor da Santa Casa, Antônio Valério de Morillas. A reunião está prevista para acontecer na manhã da próxima segunda-feira (27), no Paço Municipal, e visa buscar uma solução para o caso.

“O que ficou decidido é que vamos solicitar uma reunião com a provedoria com da Santa Casa e estudar a possibilidade de adequar esses profissionais que trabalham atualmente no setor de hemodiálise. Queremos que eles se mantém no emprego e que haja uma capacitação para que se atualizem na nefrologia”, disse Palermo.

Para o prefeito Airton Garcia (PSB) o objetivo da reunião é estudar o assunto para tomar decisão que visa melhorar o serviço de hemodiálise.“Vamos estudar e buscar melhoras. Pelo que eu avaliei o serviço não é ruim, mas dá para melhorar”, declarou o prefeito, no final da reunião.

Aproximadamente 30 pessoas, entre profissionais e pacientes, foram ao Legislativo pedir apoio dos vereadores na última terça-feira. O futuro de profissionais como nutricionista, assistente social, psicólogos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e secretárias- está indefinido.

Enfermeiras confidenciaram que a Santa Casa não enviou um representante, mas mandou uma carta, via Sedex, no prédio da nefrologia pedindo a desocupação até o dia 3 de setembro.

A empresa privada que realiza o serviço hemodiálise completaria 31 anos de atuação na Santa Casa em novembro. A qualidade do serviço, porém, vem sendo questionada por denúncia no Ministério Público e vereadores. Em maio o vereador Marquinho Amaral (MDB) discursou sobre as mortes no setor chegou a declarar em uma sessão que tinha recebido denúncias que condenavam a condição do serviço.

O parlamentar argumentou que no setor faltavam higiene, remédios e criticou o estado de conservação das máquinas de hemodiálise. No mesmo discurso, falou que o serviço era de má qualidade e que os médicos estavam enriquecendo com o serviço. A Câmara Municipal chegou a sediar uma audiência pública para debater o assunto com a presença dos médicos responsáveis.

O médico societário Nelson Gonçalves Silvar ebateu as acusações e disse que as informações divulgadas são inverídicas.

“O serviço passou por uma dificuldade, mas nada que fizemos e tivemos trouxe risco ao paciente. Foi dito que nosso índice de mortalidade estava muito alto, que as máquinas são sucateadas, que falta medicação, que tiramos dinheiro daqui e injetamos em outros espaços e que o nosso serviço era um dos quatro piores, mas não corresponde com a realidade”, sustentou. “Somos auditados pela Vigilância Sanitária duas vezes por ano e mesma não deixaria o serviço ser realizado irregular”.

O médico questionou o método que a Secretária de Saúde e a Santa Casa usaram para avaliar o serviço. “Nós injetamos dinheiro aqui. Nossas máquinas têm no máximo 20 anos. Faz cinco anos que não ganhamos pró-labore, plantão, trabalhamos sem receber. Fizeram uma pesquisa com denúncia de pessoas e colocaram depoimentos negativos e ignoraram o outro lado. Eu tenho dúvida da maneira que foi conduzido tudo isso”.

Nelson também demonstrou preocupação com a transição. “A decisão está sendo tomada sem um período de transição para adaptação e com déficit de profissionais especializados em nefrologia”.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias