Menu
quarta, 08 de abril de 2020
Não rolou

Fiscalização impede realização de festa de carnaval open bar que era organizada por adolescentes

22 Fev 2020 - 07h53Por Redação São Carlos Agora
Fiscalização da Prefeitura impediu realização de festa irregular de carnaval - Crédito: DivulgaçãoFiscalização da Prefeitura impediu realização de festa irregular de carnaval - Crédito: Divulgação

Nestes dias de folia a equipe de Fiscalização da Secretaria Municipal de Habitação e Desenvolvimento Urbano não tem descanso. A equipe do diretor do departamento,  Rodolfo Tiberio Penela, impediu a realização de um evento de grande porte denominado Carnaleda. Os ingressos estavam sendo vendidos por adolescentes de escolas particulares em grupos reservados no Facebook com open bar de corote e vodka.

A ação se iniciou pelo Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP). o Promotor Flavio Okamoto, após receber a denúncia da realização da festa irregular comunicou o Departamento de Fiscalização, Secretaria Municipal de Segurança Pública  e a Policia Militar.

Rapidamente os fiscais estabeleceram contato com a direção de algumas escolas para informar os pais dos adolescentes que estavam constando na propaganda como promoters da festa.

Após contato com alguns pais e estudantes, eles informaram não ter contato do organizador da festa e somente passaram a região do suposto lugar onde seria realizado o evento. Os fiscais cientificaram os estudantes da ilegalidade da festa e notificaram um dos supostos organizadores do evento a não realizar a festa sem a devida autorização.

O diretor Rodolfo Tiberio Penela informou que a festa Carnaleda foi cancelada no final da tarde de sexta- feira no Facebook e que o evento não tinha nenhuma colaboração e envolvimento de nenhuma escola particular da cidade. Inclusive a direção de algumas escolas prestou todas as informações solicitadas que culminaram no sucesso de localizar os estudantes e seus respectivos responsáveis, concluiu Penela.

O Secretario Municipal de Segurança Pública, Samir Antonio Gardini disse que o serviço de inteligência de sua pasta e da Guarda Municipal ficaram monitorando as redes sociais dos acusados para verificar a possível realização da festa, bem como  foi prestado o acompanhamento nas vistorias ao fiscais. "Agimos de forma rápida eficaz, evitando uma festa de adolescentes com o uso de bebidas a vontade, que causaria sérios problemas na cidade", afirmou Gardini.

Todos os procedimentos, como a identificação dos organizadores, promoters e do proprietário do possível local do evento serão encaminhados ao Ministério Público para as devidas providências, disse diretor do departamento de fiscalização, Rodolfo Tiberio Penela.

Ainda na noite de ontem e madrugada deste sábado (22) foi realizada uma  operação saturação com apoio da Polícia Militar na região do Cidade Jardim  e Praça XV.

RESULTADO DA OPERAÇÃO

01 Festa irregular não permitida

01 Clube vistoriado

05 Bares vistoriados 


comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias