domingo, 25 de fevereiro de 2024
Cidade

Em audiência da Alesp, Barba mostra baixo investimento do Estado em São Carlos

11 Jun 2010 - 17h30Por Redação São Carlos Agora

O prefeito Oswaldo Barba participou da audiência pública organizada pela Comissão de Finanças e Orçamento da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). A audiência foi na Câmara Municipal de São Carlos, na noite de quinta-feira (10). Além do prefeito e dos secretários municipais, participaram o presidente da Câmara, Lineu Navarro, os vereadores Júlio César e Dé Alvim, e o prefeito de Nova Europa, Walter Willians Figueiredo.

Barba reapresentou as solicitações feitas em 2009, que ainda não foram atendidas pelo governo estadual. Entre elas está a aquisição de um prédio para instalar o Ambulatório Médico de Especialidades (AME); a ampliação da pista do aeroporto da TAM; a duplicação da rodovia SP-318, que liga São Carlos a Ribeirão Preto; construção de duas pontes que beneficiariam, principalmente, a região de Santa Eudóxia; R$ 5 milhões para obras de recapeamento das vias municipais e R$ 2 milhões para a Santa Casa. “Estou reapresentando essas propostas porque beneficiariam, se liberadas, a população de nossa cidade”, destacou prefeito.

O prefeito Oswaldo Barba mostrou na audiência um levantamento de sua assessoria sobre o baixo investimento do governo do Estado de São Paulo em São Carlos. “Fizemos um levantamento apenas com recursos para investimentos, sem levar em consideração custeio ou verbas obrigatórias, apenas transferências voluntárias”, explicou.

De acordo com os dados, enquanto a cidade de Piracicaba recebe R$ 149,44 de investimento per capita do Estado, Sertãozinho R$ 43,11 e Araraquara R$ 41,15, São Carlos teve apenas R$ 8,92. Dos 26 convênios que aparecem no site da Secretaria Estadual de Fazenda, referentes a São Carlos, apenas quatro são de investimentos, totalizando R$ 1,9 milhão.

“Dos quatro convênios, apenas um foi conquistado no meu governo, que são R$ 100 mil de emenda parlamentar”, salientou. Os outros três são: um de 2006 – R$ 945 mil utilizados para o combate às enchentes na baixada do Mercado, dois de 2007 – um de R$ 200 mil de emenda parlamentar, utilizados na construção do Parque da Chaminé, e outro de R$ 700 mil da bancada do PT aplicados na reforma do Ginásio da Redenção.

“A cidade de São Carlos, tão importante para São Paulo e para o Brasil, merece mais recursos de investimento”, destacou.  O prefeito salientou ainda que, no primeiro ano de sua gestão, dos R$ 85 milhões em investimentos, 62% vieram do governo federal, 29% da Prefeitura, 7% da iniciativa privada e apenas 2% do governo estadual.

Leia Também

Últimas Notícias