Menu
quinta, 22 de abril de 2021
Cidade

Educação em debate: Prefeitura assina TAC e terá quer fazer concurso para Diretor e Supervisor de Ensino Escolar

24 Out 2017 - 07h19
Foto: Marcos Escrivani - Foto: Marcos Escrivani -

Aconteceu na tarde desta segunda-feira, 23, reunião no Ministério Público Cível, onde se discutiu dois assuntos importantes para o futuro da educação são-carlense.

Estiveram presentes na reunião, o Promotor de Justiça Sérgio Martin Piovesan de Oliveira, o Secretário Municipal de Educação Orlando Mengatti Filho, a Secretária de Administração e Gestão Pessoal, Helena do Carmo Antunes, o Procurador Municipal Alexandre Carreira Martins Gonçalves, o vereador Azuaite Martins de França (PPS) acompanhado dos advogados Arlindo Basílio e José Renato Prado, o vereador Roselei Aparecido Fraçoso (Rede) acompanhado do advogado Joner José Nery, o diretor financeiro do Sindispam acompanhado do advogado Carlos Roberto de Freitas e a professora da rede municipal de Educação Shirley Gava.

O primeiro assunto foi referente a criação do cargo de carreira para Diretor e Supervisor de ensino, ocasião que todos os presentes concordaram, e assinaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). Com isso a Prefeitura Municipal terá o prazo até o ano de 2019 para a abertura do concurso público. O não cumprimento do TAC poderá acarretar em multa ao município.

O fim da nomeação para os cargos de Direção e Supervisão já havia sido aprovado em assembleia com os professores no dia 3 de julho de 2017 na sede do Sindspam.

Já o segundo tema que trata do fim das funções de professores de apoio, substituição e o possível fim da recreação não teve o final esperado pelos professores. As partes não chegaram a um acordo e uma nova reunião foi agendada para 24 de novembro de 2017.

Professores e representantes da categoria ainda buscam uma tentativa de diálogo amigável com a Prefeitura com o intuito de resolver a questão sem haver prejuízo para os alunos.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias