domingo, 25 de fevereiro de 2024
Cidade

CPFL investe R$ 100 mil em projeto do HU-UFSCar com foco na redução do consumo de energia elétrica

08 Jul 2017 - 08h21Por Redação
Equipe da CPFL já restá realizando o trabalho nas depedências do HU. Foto: Leandro Azeka - Equipe da CPFL já restá realizando o trabalho nas depedências do HU. Foto: Leandro Azeka -

Um projeto apresentado pelo Hospital Universitário Prof. Dr. Horácio Carlos Panepucci da Universidade Federal de São Carlos (HU-UFSCar) na chamada pública do Programa de Eficiência Energética (PEE) da CPFL foi aprovado no segmento "Poder público". Com a aprovação, a concessionária de energia vai investir R$ 100 mil no HU para a substituição de 1.300 lâmpadas fluorescentes por lâmpadas de LED.

O projeto foi elaborado por Leandro Azeka, engenheiro eletricista do HU, e teve como objetivo propor um novo sistema de iluminação para o Hospital composto por lâmpadas com tecnologia a LED. A proposta foi a substituição somente das lâmpadas fluorescentes e reatores, mantendo o sistema atual de luminárias.

A partir da aprovação, a CPFL vai custear o valor de R$ 100 mil para o processo de substituição das lâmpadas distribuídas em todo o complexo hospitalar, além de medições e diagnóstico energético. O trabalho da concessionária no HU começou no dia 28 de junho e deve ser finalizado até o final do mês de julho.

Com esse investimento, a economia anual de energia será de 100 MWh, que corresponde a 18% do consumo atual do Hospital e um benefício anualizado no valor de R$ 37 mil. Além disso, Azeka aponta outras vantagens: "Menor consumo de energia elétrica, podendo economizar em até 50% a energia utilizada para iluminação, se comparado com as lâmpadas fluorescentes atuais; diminuição do custo de manutenção e quantidade de ordens de serviço, já que a vida útil das novas lâmpadas é superior a do sistema atual; e a sustentabilidade, uma vez que as lâmpadas de LED podem ser descartadas e até recicladas por não possuírem metais pesados em sua produção".

"Esta é a primeira vez que tivemos um projeto aprovado em programas de eficiência energética e essa conquista amplia as nossas expectativas. Já planejamos submeter novos projetos, incluindo também os campi da UFSCar", afirma Azeka.    

Para Juliano Garcia Campos, engenheiro de Eficiência Energética da CPFL, a ideia apresentada pelo corpo técnico do HU-UFSCar foi aprovada por ter seguido as regras estipuladas no edital do Programa. "O PEE, gerido pela CPFL Energia, busca o desenvolvimento de projetos de eficiência energética junto às comunidades residenciais, entidades privadas e órgãos públicos, disseminando a utilização inteligente de energia elétrica e a instalação de equipamentos eficientes, com foco na inovação tecnológica, sustentabilidade e preservação dos recursos naturais. E o projeto do Hospital atendeu a todos esses requisitos", destaca Campos.

O engenheiro eletricista do HU afirma que as novas áreas de ampliação do Hospital, que devem ser inauguradas em breve, já contam com luminárias a LED. "A previsão é que tenhamos 100% do nosso sistema de iluminação baseado neste tipo de tecnologia", finaliza Azeka.

PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

O PEE existe desde 1998 e, atualmente, é regido pela Lei 13.280, de 13 de maio de 2016. Seu principal objetivo é promover a eficiência energética e o combate ao desperdício de energia, contribuindo com a ampliação da consciência ambiental e com mudanças de hábitos da sociedade sobre o tema. As metas são a redução do consumo de energia e a retirada de demanda da ponta, otimizando o sistema elétrico e subsidiando o desenvolvimento econômico e social. Mais informações podem ser acessadas em www.cpfl.com.br/energias-sustentaveis.

SOBRE A EBSERH

Desde outubro de 2014, o HU-UFSCar é filiado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação (MEC), que administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas. O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

Leia Também

Últimas Notícias