Menu
sexta, 07 de maio de 2021
Cidade

Combate a miséria, desenvolvimento social e econômico foram temas do seminário da Anvisa em São Carlos

15 Jun 2012 - 18h22
0 - 0 -

Com o objetivo de discutir o novo desafio da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), de compatibilizar a regulação sanitária com o desenvolvimento econômico e social, São Carlos sediou na sexta-feira (15), no Paço Municipal, o Seminário "A Anvisa e o Desenvolvimento Social e Econômico do Brasil" com palestra ministrada pelo diretor presidente da Agência, Dirceu Barbano, que apresentou também as atividades realizadas pelo órgão.

Além de São Carlos o encontro reuniu dirigentes de saúde das cidades de Dourado, Itápolis, Américo Brasiliense, Ribeirão Bonito, Descalvado, Araraquara e Taquaritinga e representantes dos setores produtivos e da sociedade civil. Entre as autoridades participaram o prefeito Oswaldo Barba, o vice-prefeito Emerson Leal, o deputado federal Newton Lima, o vereador Ronaldo Lopes, o secretário de Saúde de São Carlos, Marcus Vinicius Bizzarro, a pró-reitora adjunta de extensão da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Márcia Ogata e a diretora da Diretoria Regional de Saúde - DRS de Araraquara - Maria Tereza Eid da Silva.

Durante o Seminário, foram abordados e debatidos ainda os temas da Vigilância Sanitária, como a inclusão produtiva com segurança sanitária e o desenvolvimento tecnológico, além dos programas do Governo Federal "Brasil Maior" e "Brasil sem Miséria".

O diretor presidente da Anvisa, Dirceu Barbano, em coletiva de imprensa ressaltou que há uma diferença entre fazer regulação e vigilância sanitária quando a Anvisa foi criada em 1999 e atualmente, quando o Brasil é a sexta economia do mundo e a vigilância e regulação sanitária tem de conseguir manter a postura de proteger a saúde das pessoas e amparar o desenvolvimento do país. "É preciso olhar com importância para a indústria da saúde que precisa se desenvolver, inovar e crescer e também olhar para os desafios do combate a pobreza e irradicação da miséria, adotando medidas que possam amparar os programas do Governo Federal como o Brasil sem Miséria", disse Barbano.

Entre as medidas adotadas segundo Barbano há de um lado um conjunto de ações de apoio a indústria para que ela possa fazer e colocar inovações no mercado e de outras medidas que são adotadas com parceiros como o Sebrae, de amparo ao micro empreendedor individual. Ele lembrou que durante muito tempo a sociedade via o campo da saúde como algo da área social que demanda gasto e o movimento é o de tentar alterar essa percepção da importância do componente econômico, mas que não pode se restringir apenas a indústria de medicamentos. "É a indústria de equipamentos e material médicos, o incentivo aos serviços de saúde que empregam pessoas, a indústria que produz bens, que faz a economia crescer e oferece acesso às pessoas e as tecnologias. Apoiar a indústria brasileira, a indústria que produz no país não é só uma questão econômica é a garantia que o sistema de saúde e as pessoas tenham acesso aos produtos produzidos aqui que normalmente conseguem chegar para o sistema com um custo menor e mais acessível", destaca Barbano.

Sustentabilidade do SUS - Para melhor sustentabilidade do SUS segundo Dirceu Barbano é preciso atuar na prevenção e eliminação dos riscos para que as pessoas adoeçam menos, uma forma importante de apoiar o Sistema Único de Saúde. O diretor presidente da Anvisa destaca que é preciso atuar fazendo com que tecnologias mais acessíveis e produzidas no país estejam a disposição para uso dentro do sistema.

"É fundamental, tomar medidas para ter mais medicamentos genéricos, que a indústria farmacêutica pesquise e desenvolva novos medicamentos, adotar medidas que façam com que o sistema patentário brasileiro não seja um sistema que permita monopólios indevidos, são medidas que tem impacto na saúde e fazem parte do dia a dia da Anvisa", concluiu Barbano.

Para o prefeito Oswaldo Barba São Carlos se diferencia de outras cidades por ser um polo tecnológico. "O viés de como a tecnologia pode ajudar o sistema de saúde passa pela Anvisa, regulamentação dos equipamentos a serem desenvolvidos e nós temos em São Carlos polos importantes de desenvolvimento e pesquisa nesta área. Dirceu Barbano conhece bem o potencial e acompanha o desenvolvimento de nossa cidade, porque já foi secretário municipal de Saúde e por isso trouxe o Seminário para cá", disse o prefeito.

Já o deputado federal Newton Lima destacou que em São Carlos o cuidado que o prefeito Oswaldo Barba vem tendo com a saúde é notável porque reconhecidamente os indicadores de qualidade do trabalho a cargo do município da gestão plena do SUS é diferenciado em relação ao Brasil.
"Neste momento fortalecemos o trabalho da vigilância aqui com a presença do Dirceu Barbano que vem mostrando como é possível nós termos uma Anvisa aberta para ajudar a população e o país no seu desenvolvimento. O Dirceu está de parabéns por estar levando a Anvisa ao encontro da população para explicar o papel da Agência e sobretudo ajudar as populações mais carentes dentro da linha máxima que a presidenta Dilma coloca que um Brasil rico é um Brasil sem miséria", disse Lima.

http://media.saocarlosagora.com.br/_versions_/uploads/anvisa_visam004_s300.jpgNovo endereço da Vigilância Sanitária - Durante visita a São Carlos o diretor presidente da Anvisa, Dirceu Barbano, acompanhado do prefeito Oswaldo Barba, do presidente da Câmara, Edson Fermiano, do secretário de Saúde, Marcus Vinicius Bizzarro, da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Cidinha Duarte e do vereador Ronaldo Lopes, conheceu a nova sede da Vigilância Sanitária de São Carlos (Visam) que passa a atender o público a partir de segunda-feira (18), na avenida Dr. Carlos Botelho n.º 3.469, na Vila Deriggi.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias