quinta, 30 de maio de 2024
Cidade

Coletores de lixo retornam ao trabalho em São Carlos

Paralisação durou 30 horas e os 250 funcionários voltaram as atividades por volta das 12h

25 Ago 2015 - 12h40
0 - 0 -

Uma paralisação de 30 horas. Assim foi a greve dos coletores de lixo de São Carlos, iniciada às 6h desta segunda-feira, 24. As atividades voltaram ao normal por volta das 12h desta terça-feira, 25, quando os caminhões deixaram a sede da São Carlos Ambiental para o trabalho de coleta do lixo residencial urbano.

De acordo com a empresa, pela manhã, aproximadamente 50 funcionários mantinham a paralisação.

A greve chegou ao final após a São Carlos Ambiental concordar em pagar os 9,5% reivindicados pelos coletores de lixo, que já haviam recebido 8,5% de reajuste em acordo coletivo em março mas o sindicato da categoria, a Femaco, fechou em 9,5% em todo o Estado de São Paulo.

Em nota oficial, a São Carlos Ambiental e Revita Engenharia afirmou que seguem as diretrizes estabelecidas pelo Selur (Sindicato das Empresas de Limpeza Urbana), cuja negociação coletiva do ano corrente (data base março), encontra-se sub-judice.

Ainda, informam que estão em negociação com a Secretaria da Fazenda da Prefeitura de São Carlos, com o objetivo de resolver a inadimplência de pagamento dos serviços de limpeza urbana e a aplicação do índice de correção contratuais por parte do município. A pendência de tais pagamentos impedem que a São Carlos Ambiental e Revita Engenharia avancem nas discussões com o sindicato da categoria, objetivando alguma solução diferente do que foi estabelecido em decisão judicial. A empresa está empenhada em chegar a um acordo com a Prefeitura o mais rápido possível para evitar maiores transtornos.

Leia Também

Últimas Notícias