Menu
sábado, 18 de setembro de 2021
Cidade

Chapa 1 realiza primeira reunião e lança programa de governo

Com o tema ?Trabalho e Responsabilidade?, Chapa 1 propõe renovação de 60% na direção sindical

30 Ago 2010 - 16h09Por Redação São Carlos Agora

Os quarenta e seis integrantes da “Chapa 1 – Trabalho e Responsabilidade”, que concorrem às eleições para a nova diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de São Carlos e Ibaté, participaram, na manhã do último sábado, 28 de agosto, da sua primeira reunião.
Durante o encontro foi lançado o programa de governo do grupo. Dos 46 membros, 60% concorrem pela primeira vez e representam os trabalhadores metalúrgicos de várias empresas. As eleições serão realizadas nos dias 20 e 21 de setembro.

O candidato a presidente, Gelson Fernandes Stella, afirmou que se sente honrado em ser o escolhido para levar adiante um trabalho que faz do Sindicato dos Metalúrgicos, o maior e mais forte da região. Ele afirma que se for eleito continuará a luta desenvolvida pela entidade sindical em prol dos trabalhadores.

“Peço o voto dos companheiros metalúrgicos para melhorar a qualidade de vida do trabalhador, lutar por melhores salários e outros benefícios, ampliar os serviços prestados, ampliar as opções do Clube de Campo e os cursos da Escola dos Metalúrgicos. Vamos trabalhar pelo trabalhador metalúrgico e não em prol de partido político ou de qualquer outro interesse. O trabalhador metalúrgico vai, nestas eleições sindicais, optar entre o trabalho sério que vem sendo realizado e não por um grupo de aventureiros que nunca fez nada pelo trabalhador, mas que com seu radicalismo e objetivos político-partidários que pode causar grandes prejuízos à classe trabalhadora, como já fizeram em várias outras cidades, levando vários pais de família ao desemprego”, ressalta Gelson.

Quem é Gelson Fernandes Stella – Ele trabalhou na C.B.T. por 11 anos e há 15 trabalha na Engemasa, exercendo a função de forneiro. Foi durante o período de 2000 à 2010 presidente do GREI (Grêmio Recreativo Ibaté) tendo dado nova dinâmica na administração e adequou o clube à modernidade. Gelson demonstrou à frente dos destinos do GREI-Ibaté, a sua grande capacidade administrativa.

Ele é casado há 23 anos com Roseli Cristina da Silva Stella e tem duas filhas – Marcela, com 20 anos, e Isabela, com 15 anos de idade, sendo bom pai e excelente marido. Gelson é sócio do sindicato há mais de 20 anos, sendo um dirigente sindical que representa a categoria com muito destaque. Ele participou de inúmeros congressos estaduais e nacionais da classe trabalhadora, sempre se sobressaindo nas discussões relativas às reivindicações da classe operária.



O compromisso da Chapa 1 – Trabalho e Responsabilidade

•    Intensificar a luta pelas 40h semanais e lutar por garantia de emprego e ampliação do número de postos de trabalho em nossa cidade e região.
•    Melhores salários e participação nos lucros.
•    Organizar o trabalhador a partir do local de trabalho, na direção do sindicato, em comissões de fábrica, CIPAs dos trabalhadores e em qualquer organismo que julgar adequado.
•    Melhoria das condições de trabalho e de vida dos metalúrgicos.
•    Garantir o respeito e a dignidade dos trabalhadores.
•    Continuar a luta pelo reajuste do benefício da aposentadoria na mesma percentagem de elevação do salário mínimo.
•    Lutar para garantir à gestante 180 dias de licença maternidade.
•    Lutar pelo fim do fator previdenciário que prejudica o cálculo do benefício da aposentadoria.
•    Busca incessante por avanços nas negociações coletivas, das cláusulas sociais e outros acordos do interesse dos trabalhadores.
•    Combater qualquer tipo de discriminação e preconceito de qualquer ordem: racial, étnico, de opção sexual, religioso ou político.

  Manter a todo custo as cláusulas sociais, conquistadas através de vários anos de luta, como:

a-    Complementação do pagamento quando o trabalhador ficar afastado pelo INSS, por doença ou acidente.
b-    Complementação do 13º salário para o afastado do trabalho por doença ou acidente.
c-    Pagamento de indenização por morte ou invalidez.
d-    Aviso Prévio de 50 dias ao trabalhador com 45 anos de idade, acrescido de um dia de salário por ano ou fração superior a 6 meses, a partir da idade mencionada.
e-    O pagamento do Auxílio Funeral
f-    O pagamento do Abono por Aposentadoria
g-    Garantia de emprego ao trabalhador em vias de aposentadoria.
h-    Garantia de emprego e salário para o acidentado no trabalho, o que adquira doença profissional, para o trabalhador em idade de prestação de serviço militar e da gestante até 5 meses após o parto.
i-    Manter e prestigiar a nossa Escola e seus vários cursos profissionalizantes e trabalhar para a construção de um prédio próprio para abrigar o futuro Centro Educacional do Sindicato.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias