Menu
sexta, 25 de setembro de 2020
Alerta

Carrapatos que podem causar febre maculosa infestam áreas do campus da UFSCar

22 Ago 2018 - 08h40Por Redação
Carrapatos que podem causar febre maculosa infestam áreas do campus da UFSCar -

Um alerta foi passado nesta terça-feira, 20, pela Prefeitura Universitária da UFSCar, dando conta sobre a presença de carrapatos estrela na região do lago da universidade

Uma carta circulou nos e-mails da instituição de ensino dando conta sobre os perigos causados pela picada do ácaro.

O carrapato estrela (Amblyoma cajennense) é vetor da febre maculosa quando infectado pela bactéria Rickettsia rickettsii. É importante ressaltar, porém, que nem todo carrapato estrela está necessariamente infectado.

CUIDADOS

Para ter certeza de que os carrapatos que estão aparecendo no campus da UFSCar estão ou não infectados, deverá ser feito um isolamento das riquetsias em amostras coletadas dos hospedeiros.

Segundo a nota, não há nenhum caso notificado em São Carlos segundo a Vigilância Epidemiológica do município de febre maculosa até o momento.

De acordo com a Prefeitura Universitária, os hospedeiros dos carrapatos estrelas são preferencialmente capivaras, gambás, cavalos e gado. Animais domésticos como cães podem eventualmente ser hospedeiros se frequentarem áreas infectadas.

Por este motivo a instituição orienta proprietários de animais a não frequentar e não passear com animais domésticos nas áreas indicadas pela Prefeitura Universitária como infestadas por carrapato.

A Prefeitura Universitária avisa: se existir necessidade de entrar na área de infestação a trabalho ou pesquisa deverão ser seguidas as seguintes orientações:

- Usar macacão de manga comprida, com elástico nos punhos e tornozelos, meias e botas de cano longo. A parte inferior do macacão deve ser inserida dentro das meias.

- Vedar as botas com fita adesiva de dupla face ou passar uma fita invertida na bota de tal forma que a parte aderente da fita fique virada para fora, desta forma os carrapatos ficarão grudados na fita.

- As vestimentas (inclusive botas e meias) deverão ser de cor clara, a fim de facilitar a visualização do vetor (carrapatos).

- Usar repelentes aplicados à roupa e aos calçados.

- Examinar o próprio corpo a cada 3 horas, a fim de verificar a presença de carrapatos e retira-los como já orientado com o auxilio de pinça e não esmagar o carrapato com as unhas.

- Os carrapatos detectados nas roupas podem ser retirados com fita adesiva o que impede a manipulação destes.

FEBRE MACULOSA

A febre maculosa é uma doença que apresenta febre alta de início súbito, cefaleia (dor de cabeça), mialgia (dores musculares intensas) seguida de aparecimento de exantema maculo-papular entre o 2º e o 5º dias de evolução e que tenha relatado história de picada de carrapatos e/ou contato com animais silvestres nos últimos 15 dias.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias