Menu
domingo, 18 de abril de 2021
Cidade

Atividades educativas e recreativas para crianças agitam a Área 2 da USP São Carlos

07 Fev 2018 - 17h03Por Suzana Xavier
Foto: Suzana Xavier - Foto: Suzana Xavier -

Uma semana bastante agitada em plenas férias escolares na Área 2 da USP São Carlos. Esse foi o cenário das tardes de 29 de janeiro a 2 de fevereiro, quando o Campus recebeu diariamente cerca de 100 crianças para atividades educativas e recreativas, como oficinas de teatro, dança, capoeira, xadrez, desenvolvimento social, conceitos de engenharia e reciclagem e cuidados com a saúde.

A aproximação da universidade e da comunidade foi o principal objetivo do Projeto "Férias na USP com a ONG Formiga Verde", organizado conjuntamente pela Prefeitura do Campus USP de São Carlos (PUSP-SC), pela Organização Não Governamental (ONG) Formiga Verde e pela AIESEC, organização estudantil que recebe intercambistas para realização de trabalhos sociais.

Luís Fernando Lima Vieira, da Secretaria Acadêmica da Engenharia Aeronáutica (SAAero), considera "muito importante essa iniciativa de aproximação com as pessoas próximas à USP e com as que realmente precisam do nosso apoio, pois a universidade não se resume ao ensino; é necessário retribuir de alguma forma à sociedade aquilo que ela está proporcionando: a universidade pública e gratuita. Então, levar o que aprendemos para essas crianças é muito importante, e eu acho que emociona a todos os alunos do Campus". Vieira foi um dos alunos coordenadores da oficina na área de aeronáutica, que encantou os participantes com a construção e o voo de foguetes produzido por eles, utilizando garrafas pets.

A maioria das atividades foram coordenadas por intercambistas da AIESEC vindos de países como Colômbia, Equador, Peru, Costa Rica e Turquia, além de brasileiros. Para Sara Daniela Garzon Bortoloti ações como essa "abrem as portas para as crianças, mostrando que existe uma oportunidade de ingressarem em uma universidade, pois muitos deles nem sabiam o que é uma universidade. Além dessa quebra de paradigma e dos aprendizados adquiridos, elas têm contato com outras crianças e culturas", ressalta.

Kellen Cristina Ramos Olegário e Lilian Cristina Gimenez, mães de crianças participantes no evento, também colaboraram de forma voluntária no desenvolvimento das atividades e afirmaram que é uma ótima iniciativa, pois tiram as crianças da rua.

Rodeney de Santi, da ONG Formiga Verde, destaca que esta é a segunda oportunidade de realizarem um trabalho em parceria com a USP São Carlos. "O objetivo dessas ações é estabelecer um relacionamento de mão dupla entre a universidade e a comunidade. Se por um lado, a gente pode pensar que falta retorno da universidade para a comunidade, uma vez que a universidade é mantida com o dinheiro público, há também a falta de disponibilidade da comunidade em se aproximar da universidade. Iniciativas como essa buscam resolver essa questão de aproximação entre a comunidade e a universidade".

Emanuela Pap da Silva, da Comissão Interna para Gestão da Qualidade e Produtividade - Subcomissão Inclusão Social - da PUSP-SC, também ressalta a importância dessa parceira com a ONG Formiga Verde e diz estar "muito satisfeita com os resultados obtidos com esta ação. Tentamos proporcionar experiências diversas e enriquecedoras para as crianças participantes. Iniciamos a articulação de uma rede de parceiros no festival de pipas, em agosto de 2017, e a fortalecemos com esta ação de férias. Continuaremos trabalhando para que esse canal aberto entre universidade e comunidade cresça e se fortaleça ainda mais com parcerias e ações futuras".

O projeto contou com a participação do SENAC São Carlos, da Cia Espelunca de Teatro, dos Doutores da Alegria do Programa de Voluntariado do Grupo Segurador Banco do Brasil e Mapfre, além do apoio do grupo Faber-Castell Negócios Imobiliários e de comerciantes da cidade que contribuíram com o fornecimento de lanche para as crianças.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias