sexta, 19 de abril de 2024
Até no campus 1 da USP

Leitora reclama de lixo deixado em vaga de deficiente na USP

Lixo e entulho acumulados, falta de manutenção, buraco no asfalto são alguns dos apontamentos feitos pelos leitores do SCA

22 Fev 2024 - 15h04Por Marcos Escrivani
Problemas e mais problemas: São Carlos afundado em reclamações de munícipes - Crédito: DivulgaçãoProblemas e mais problemas: São Carlos afundado em reclamações de munícipes - Crédito: Divulgação

Leitores do SCA entraram em contato com o portal para denunciar transtornos causados por lixo acumulado no interior da USP 1.

Fotos demonstram uma possível irregularidade da ocupação da vagas para deficientes e o acúmulo de lixo e água de chuva propiciando criadouro do mosquito Aedes aegypti, que transmite a dengue. A área em questão está em frente a Geotecnia. De acordo com o denunciante, há lixo depositado em vaga deficiente.

Mais problemas

Outro problema relatado por um leitor é um buraco aberto na rua Luiz Lázaro Zamenhof, em frente ao numeral 1109, na Vila Brasília.

O problema se estende há duas semanas e até a presente data, nenhuma providência foi tomada.

Outra reclamação é sobre um terreno abandonado, que estaria cheio de entulho e mato. Para piorar, afirmam, o local seria utilizado por viciados em entorpecentes.

O reclamante reivindica limpeza urgente no terreno que fica na esquina nas ruas Natalino Mastro Francisco com a Capitão Manoel Alves Carneiro, na Bela Vista. “No local tem um ponto de ônibus e a movimentação é grande. Muitos usam o terreno para fazer uso de drogas. O lixo acumulado ajuda eles se esconderem. É perigoso.

Sem contar o risco de dengue, escorpião. Sem contar que a iluminação é precária. Já solicitamos limpeza e conserto e nada foi feito”, denunciou.

Romeu Tortorelli, também foi alvo de reclamação. Um morador disse que há 3 meses está aguardando limpeza no local, que até bicho morto eles jogam na via.

Por fim, uma praça que fica localizada no Tijuco Preto, próximo à rua Presidente Vargas. Segundo um leitor, o espaço público está abandonado. “Assim como várias outras. Está difícil deixar nossas crianças brincar. Tem morador em situação de rua que acampa no local. Sem contar o tamanho do mata e bichos peçonhentos”, finalizou.

Leia Também

Últimas Notícias