Menu
sábado, 27 de fevereiro de 2021
Entretenimento

Livro destaca trajetória do cronista Aduar Dibo

16 Ago 2016 - 10h30Por Redação
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -

A atuação do professor e cronista são-carlense Aduar Kemell (1926-2010) na imprensa local é o tema do livro "Coluna do Adu - Sabe lá o que é isso?" de autoria do jornalista Cirilo Braga, que está sendo lançado pela Art Point Gráfica e Editora (disponível na Livraria Sideral, na Av.S.Carlos 1931).

Com prefácio de Silvana Dibo, filha caçula de Aduar, a obra em suas 206 páginas traz um perfil do cronista e uma compilação de tópicos da "Coluna do Adu", publicada nos jornais de São Carlos durante mais de quatro décadas.

Dentista e professor de Biologia das escolas Álvaro Guião, Jesuíno de Arruda e Colégio São Carlos, Aduar encontrou em sua coluna semanal a forma de expressar seu amor pela cidade. A "Coluna do Adu" - na verdade um suplemento das edições dos jornais que a abrigaram - trouxe fatos, relatos impagáveis e questionamentos oportunos, foi muito além de uma revista social ao estampar em suas páginas retratos e recortes da vida cotidiana dos moradores de várias épocas da cidade e região.

"Através de suas palavras, é possível perceber seu inconformismo em relação a vários tópicos, assim como sua preocupação em não discriminar classes sociais ou assuntos. É também fácil identificar o contador de histórias, o homem Aduar: um dos maiores humanistas que São Carlos já teve", descreve Silvana.

O editor André Favoretti, que trabalhou com Adu no instante em que a coluna passou a ser publicada em offset , o define como "um homem à frente do seu tempo em seus ensinamentos e atitudes".

O livro apresenta um apanhado da atuação do cronista na imprensa de São Carlos, iniciada em 1966 quando passou assinar a coluna intitulada "Sabe lá o que é isso?" no jornal "A Folha" e estendida até 11 de junho de 2010, quando publicou a última coluna no jornal "Primeira Página", quatro dias antes de sua morte, aos 84 anos. Seus escritos foram publicados também nos jornais "O Diário", "Diário Regional", "Correio de Notícias" e "A Tribuna".

Cirilo Braga, cronista e assessor  de imprensa,conheceu Aduar em 1979 ao iniciar no jornalismo na redação do extinto jornal "O Diário".

"Quando Adu faleceu, ocorreu-me a certeza de que seus escritos deveriam ser rememorados de alguma forma e não apenas nas lembranças de seus leitores", afirma. A viúva de Adu, dona Zilá, disponibilizou o acervo da coluna guardado num cômodo do apartamento da família no Edifício Winston Monteiro Ricetti, no centro de São Carlos. Zilá também narrou muitas passagens da vida de Adu, que foram complementadas com informações de familiares e amigos e pela memória de comentários feitos pelo cronista pessoalmente ao autor.

"Seria preciso encontrar uma maneira de retribuir ao Adu um sentimento que herdou de seu pai e cultivou pela vida toda: a gratidão. Este é o sentido da edição do livro: agradecer a ele por sua obra e sua lição de amor por São Carlos".

A "Coluna do Adu" foi publicada pela última vez no dia 11 de junho de 2010. O cronista, reconhecido como "Cidadão Benemérito do Município", faleceu em São Carlos no dia 15 daquele mês, aos 84 anos.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias