Menu
sexta, 25 de setembro de 2020
Saúde

Santa Casa Carlos comemora o Dia Mundial da Amamentação

O Banco de Leite do hospital apresenta um volume recorde de doadoras e de volume de leite materno

31 Jul 2018 - 20h34Por Redação
Santa Casa Carlos comemora o Dia Mundial da Amamentação - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

A Santa Casa de São Carlos em parceria com o Banco de Leite, comemora o Dia Mundial da Amamentação, nesta quarta-feira, 1º, com um recorde no volume de leite doado e de doadoras.

Em um ano passou-se de 21 litros para 47 litros arrecadados. Um crescimento de 125%. O número de doadoras também cresceu 35%, em julho do ano passado eram 46 mães solidárias. Este ano somam-se 62 doadoras. O espírito de colaboração e de amor ao próximo se consolidou em ação.

Os beneficiados foram os recém-nascidos prematuros que estão na UTI e Berçário (Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal – UCIN). Hoje a Santa Casa atende a 100% dos recém-nascidos que necessitam do leite materno do Banco.

Mas essa estatística para ficar no azul precisa do trabalho diário e da continuidade das doações, pois o período que a mãe pode doar leite é em média quatro meses. Por isso a renovação das doadoras é importante.

O mérito desse trabalho se dá pela parceria entre equipe do Banco de leite e o grupo de voluntárias que fazem a busca ativa por novas doadoras e todos os dias na Maternidade da Santa Casa.

Comemoração

Em 1º de agosto é comemorado o Dia Mundial da Amamentação, data criada em 1992 pela Aliança Mundial de Ação pró-amamentação (World Alliance for Breastfeeding Action - WABA) com a finalidade de promover o aleitamento materno e a criação de bancos de leite, garantindo, assim, melhor qualidade de vida para crianças em todo o mundo. A data é comemorada dentro da Semana Mundial de Aleitamento Materno, que ocorre em 120 países anualmente entre os dias 1º e 07 de agosto.

Benefícios

O aleitamento materno gera inúmeros benefícios para mãe e filho. Além do valor nutritivo para os bebês, o leite materno protege as crianças contra infecções, alergias, algumas doenças crônicas e cânceres infantis. Para a mãe, a amamentação reduz o peso mais rapidamente após o parto, ajuda o útero a recuperar o tamanho normal, diminui o risco de hemorragia e anemia e reduz o risco de diabetes e de desenvolver câncer de mama e ovário.

O leite materno é um alimento completo. Por isso, até os 6 meses, o bebê não precisa de nenhum outro alimento (chá, suco, água ou outro leite). Ele é de mais fácil digestão do que qualquer outro leite e funciona como uma vacina, pois é rico em anticorpos, protegendo a criança de muitas doenças como diarreia, infecções respiratórias, alergias, diminui o risco de hipertensão, colesterol alto, diabetes e obesidade.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias