Menu
segunda, 08 de março de 2021
Cidade

Ortopedista da Santa Casa realiza cirurgia com órtese inovadora

26 Jul 2016 - 17h38Por Redação
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -

A equipe de ortopedia da Santa Casa de São Carlos realizou na última quinta-feira, 22, uma cirurgia para implantar uma órtese inovadora em uma criança de 6 anos. O paciente que é de Ibaté (SDP), com paralisia cerebral, vinha desenvolvendo uma má-formação no quadril, o que o impossibilitava de andar. A cirurgia foi comandada pelo médico Ricardo Innecco, do grupo de ortopedia do hospital.

A órtese implantada é norte-americana e acaba de receber autorização da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para ser utilizada no Brasil.

Ela traz tecnologia inovadora adequada à idade do paciente. Os modelos usados no País, até então, não têm essa mesma versatilidade. "O que implica em um tempo de cirurgia muito maior e uma recuperação do paciente duas vezes mais lenta", afirmou o médico.

A implantação dessa órtese foi realizada pela primeira vez na região de Ribeirão Preto, que inclui São Carlos e Araraquara, como afirmou o representante de vendas da empresa norte-americana.

A cirurgia só foi realizada porque ocorreu um encontro entre cirurgião e o vice-presidente da empresa norte-americana em um congresso internacional.

Innecco contou que foi abordado por esse vice-presidente, que ofereceu doar a órtese a algum paciente infantil que aguardasse por uma cirurgia.

"O vice-presidente, ao saber que eu era de São Carlos, me abordou dizendo que também havia nascido na cidade. Hoje, naturalizado norte-americano, atua na indústria de equipamentos médicos para cirurgia ortopédica. Ele ofereceu essa órtese para algum paciente infantil do SUS (Sistema Único de Saúde). Disse ainda que viria para orientar a implantação durante a cirurgia", relatou Innecco, ao afirmar que o nome do vice-presidente e da empresa precisam permanecer em sigilo, por conta da legislação internacional que proíbe a divulgação de equipamentos médicos.

A família do paciente afirmou que aguardava na fila há dois anos pela compra de uma órtese pelo SUS. "Essa doação pôs fim na nossa ansiedade de fazer a cirurgia. Quem sabe agora o meu neto irá poder andar", afirmou a avó, Lindinalva Souza Gomes.

Innecco disse que essa cirurgia é feita no Brasil com certas adaptações. "A órtese norte-americana é feita no tamanho correto do paciente, o que facilita na adaptação e na recuperação após a cirurgia. É um produto que ainda não está disponível no SUS, por conta do alto custo para o padrão do Ministério da Saúde", explicou.

Tanto o médico como a família agradeceram a doação. "Essa doação veio do céu, foi um anjo que trouxe a esperança do meu neto poder andar", disse a avó.

Já o médico reforçou que, só pela generosidade do empresário foi possível implantar esse equipamento inovador em um paciente do SUS. Innecco foi convidado para passar por um treinamento de aproximadamente um mês nos Estados Unidos, para conhecer melhor as órteses produzidas pela empresa. Esse treinamento não tem data marcada.

O paciente reagiu bem à cirurgia e acaba de receber alta hospitalar. No momento, ainda está com o gesso para imobilizar os movimentos, mas em um prazo de 20 dias será retirado o imobilizador.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias