Menu
domingo, 19 de setembro de 2021
Auxílio ao próximo

Corrente Solidária precisa de ajuda para continuar com o Almoço Solidário

O ditado “a união faz a força” para uma família, que busca levar alimentação e produtos de higiene em época de pandemia

14 Set 2021 - 12h20Por Marcos Escrivani
Corrente Solidária e Marmita Solidária levam alimento e calor humano para famílias carentes - Crédito: DivulgaçãoCorrente Solidária e Marmita Solidária levam alimento e calor humano para famílias carentes - Crédito: Divulgação

Procurar ajudar o próximo, principalmente em época de pandemia. Sem querer nada em troca. Apenas a sensação de um dever cumprido e sentir o espírito renovado.

Desta forma, uma família são-carlense coloca a mão na massa todas as semanas e procuram ajudar famílias carentes de São Carlos, levando alimentos e produtos de higiene. Além de carinho, compreensão e amor.

As ações sociais são realizadas por uma família são-carlense há mais de seis anos. Ganhou o nome simbólico de corrente solidária e desde então o trabalho nunca cessou.

A informação foi passada pela autônoma Hemelyn Mariana de Lima Borges Ponciano, 24 anos, que reside no Assentamento Nova São Carlos.

“A ação social começou comigo e depois minha avó (Dona Aparecida) e minha mãe (Luziane) passaram a me ajudar. Hoje conto com a ajuda do meu avô (Eliseu), meu irmão (Henry), do meu primo (Igor José Jerônimo) e dos meus tios Maria Finotti e Donizete Mota). Outros familiares e amigos nos ajudam muito também”, disse Hemelyn.

Segundo ela, ocorrem as doações e com isso são montadas cestas básicas, kits de higiene pessoal e fraldas para bebês que são entregues para aproximadamente 20 famílias por mês.

“A gente já ajudava a vários anos. Mas depois que começou a pandemia da Covid-19, a situação piorou, pois muito mais famílias precisam de ajuda. A crise econômica se agravou e mais pessoas passam por necessidade”, comentou a voluntária.

DATAS COMEMORATIVAS

De acordo com Hemelyn a Corrente Solidária faz trabalhos sociais de olho nas datas comemorativas, como Natal, Páscoa e Dia das Crianças.

A meta é arrecadar pelo menos mil brinquedos este ano e distribuir dos dois assentamentos de São Carlos e no Planalto Verde. “Estamos em busca de doações. Eles devem estar em bom estado de conservação”, disse. “Mas se algum tiver quebrado, minha avó arruma”, emendou, salientando que podem ser doados carrinhos, bonecas, bolas, bichinhos de pelúcia, entre outros. “Se alguém quiser doar doces, pipocas e pirulitos, será bem-vindo. Queremos montar saquinhos surpresa”, completou.

MARMITAS

Há aproximadamente quatro meses a Corrente Solidária iniciou mais um trabalho social e começou a montar todos os domingos, o “Almoço Solidário”. São feitas de 250 a 300 marmitas que são entregues para famílias carentes no Cidade Aracy I e II e Presidente Collor.

“A gente faz arroz, feijão, macarrão, polenta, farofa, salsicha, linguiça, carne moída, frango, salada. A gente monta de acordo com as doações. Cozinha e depois entrega”, afirmou Hemelyn.

POR GRATIDÃO

Desde que iniciaram a Corrente Solidária, Hemelyn afirmou que tudo é feito por gratidão, sem pensar em ter nada em troca. “Não tem explicação. Poder ajudar o próximo é ter uma renovação de espírito. Entregar uma marmita para uma criança e ela dizer Deus abençoe; ela pegar uma fruta e agradecer, não tem explicação”, comentou.

500 FAMÍLIAS

De acordo com Hemelyn a Corrente Solidária ajudou desde o início aproximadamente 500 famílias em São Carlos. A ação atende cadastrados e as entregas são aleatórias. “Procuramos não repetir, pois a meta é sempre ajudar mais pessoas”, comentou.

COMO AJUDAR

Segundo a voluntária, quem puder ajudar basta acessar a página do projeto no Facebook, no link https://www.facebook.com/correntesolidariaps/

Caso haja interesse, as pessoas podem se dirigir aos seguintes pontos que arrecadam alimentos e produtos de higiene: rua Antônio Blanco, 995, Vila Costa do Sol, na rua João Jacinto de Oliveira (antiga 86), 400, no Cidade Aracy 2 ou ainda no Assentamento Nova São Carlos (lote 6).

Contatos podem ser mantidos ainda pelo fone 16 982316997.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias