Menu
quarta, 23 de junho de 2021
Competição Online

Ex-alunos do IFSC/USP e docentes da UFSCar auxiliam na organização do “Capture The Flag”

24 Out 2019 - 07h26Por Redação
Ex-alunos do IFSC/USP e docentes da UFSCar auxiliam na organização do “Capture The Flag” - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Estão já abertas as inscrições para a quarta edição da competição internacional online denominada Pwn2Win CTF, evento que se iniciará às 13h37 do dia 8 de novembro (sexta-feira), prolongando-se até dia 10 (domingo), no mesmo horário.

A Capture The Flag (CTF) é um tipo de competição de computação com foco em Segurança/Tecnologia da Informação e áreas correlatas (programação, redes, web, etc), que exige trabalho em equipe e pensamento "fora da caixa" para resolução de problemas e obtenção das flags (códigos que comprovam a resolução e dão pontos para as equipes).

O Pwn2Win CTF é organizado anualmente pelo Epic Leet Team - ELT https://epicleet.team/ , sendo que nesta edição a organização conta com a participação de vários alunos e ex-alunos do IFSC/USP e da UFSCar, como são os casos de André de Freitas Smaira (aluno de Doutorado e Analista de TI na UFSCar), José Teixeira da Silva Junior (aluno de Doutorado do IFSC/USP e Professor do SENAC), Paulo Matias (ex-aluno do IFSC/USP e docente na UFSCar), Thiago Mosqueiro (ex-aluno do IFSC/USP e cientista) e Vinicius Henrique Aurichio (ex-aluno do IFSC/USP e e cientista de dados).

Este ano e a exemplo da edição de 2017, o evento conta com o patrocínio e apoio de grandes universidades (UFSCar e ITA), o que leva a organização a oferecer novamente prêmios em dinheiro, com algumas novidades, entre as quais se conta a possibilidade dos vencedores doarem seus prêmios para o Hospital do Amor. Outra grande novidade é, além da premiação para os três melhores times da competição (dinheiro, camisetas e certificados), haverá premiação exclusiva para os três melhores times acadêmicos brasileiros (dinheiro e certificados).

HISTÓRICO DA COMPETIÇÃO

Em 2016 (https://ctf-br.org/2016/04/pwn2win-ctf-2016-bastidores/) o CTF foi transformado em um evento internacional listado no CTFtime (https://ctftime.org), site que organiza e ranqueia dados relacionados a esse tipo de competição. 

Com essa evolução, veio também uma enorme responsabilidade quanto à qualidade do evento, de forma que houve a necessidade de superar enormes desafios em infraestrutura, tendo a organização obtido apoio da UFSCar para esse fim. Esse enorme empenho da equipe proporcionou a organização de um evento que contou com 529 times de 71 países, oriundos dos cinco  continentes, destacando Brasil, EUA, Coreia, Rússia e Taiwan, como os países com mais times inscritos, e a Polônia, como origem dos dois times com maior pontuação (p4 e Dragon Sector), que puderam se divertir com 53 desafios de 10 categorias diferentes. Nessa edição obtiveram-se incríveis 30 GB de tráfego de dados.

Depois dessa estreia incrível no CTFtime, a responsabilidade da organização do evento seguinte foi ainda maior. Nesse ano (2017),

https://ctf-br.org/2017/10/pwn2win-ctf-2017-bastidores/)

a organização conseguiu ter uma plataforma completamente nova desenvolvida pelo time, exclusivamente para a competição - NIZKCTF, https://arxiv.org/abs/1708.05844).

Nesse ano, competiram 283 times, de 43 países, com destaque para EUA, Brasil, China, Coréia e Japão, como os países com mais inscritos, e a Alemanha, origem do time vencedor: ESPR, a quem foi oferecido um prêmio de R$ 1000,00 em dinheiro. Na ocasião, o time preferiu doar o dinheiro para o Hospital de Câncer de Barretos (Hospital do Amor), atitude extremamente nobre que a organização do evento fez questão de acatar com muita satisfação. Nesta edição realizaram-se 37 desafios de 13 categorias.

Na edição de 2018,

https://ctf-br.org/2018/12/pwn2win-ctf-2018-bastidores/

infelizmente houve uma sobreposição de datas com outro evento importante e uma redução nos patrocínios, o que causou uma queda significativa nas inscrições, mas ainda assim a organização inscreveu 206 times, de 44 países, com destaque para EUA, Brasil, Rússia, Índia e Polônia, como os países com mais inscritos, e Taiwan como o país do grande vencedor (Balsn). Nesse ano realizaram-se 30 desafios divididos em 10 categorias.

Em 2019 o desafio está lançado para a quarta edição desta fantástica competição, cujo foco, repetimos, é encarar as áreas de Segurança/Tecnologia da Informação e áreas correlatas (programação, redes, web, etc).

Você tem coragem? Vai encarar?

Obtenha mais informações e inscreva-se, acessando.

pwn2win.party (Rui Sintra - IFSC/USP)

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias