Menu
quinta, 13 de maio de 2021
Cidade

Estudantes da USP São Carlos fazem protesto contra a presença da PM no campus

30 Ago 2012 - 10h30
Manifestação de alunos da USP, contra possível fechamento do CAASO (Foto: Milton Rogério / SCA). - Manifestação de alunos da USP, contra possível fechamento do CAASO (Foto: Milton Rogério / SCA). -

Desde a tarde de ontem (29), estudantes da Universidade de São Paulo (USP), campus de São Carlos, estão acampados no prédio da Escola de Engenharia, em forma de protesto. O motivo seria uma reunião do Conselho Gestor, que teve início às 14h, para discutir pontos como a utilização do espaço cedido ao Centro Acadêmico Armando de Salles Oliveira (CAASO), segurança no campus e mudanças na gestão dos alojamentos.

De acordo com a assessoria da Universidade, o Ministério Público (MP), através do promotor de Meio Ambiente, Marcos Funari, esteve questionando o espaço físico do CAASO, que estaria sendo cedido para a realização de festas e a comercialização de bebidas alcoólicas.

Na tarde de ontem, o Conselho Gestor se reuniu para discutir vários assuntos, entre eles, os questionamentos do MP, mudanças na gestão dos alojamentos e questões sobre a segurança no campus, que envolve a presença da Polícia Militar dentro da universidade.

Como a reunião se estendeu até o início da noite, a análise e a votação de mudanças no regimento dos alojamentos não foram discutidas. Uma nova reunião ficou agendada para o dia 20 de setembro.

Manifestação dos estudantes

Cerca de 300 estudantes se reuniram na tarde de ontem, em frente ao prédio da Escola de Engenharia, onde seria realizada a reunião do Conselho Gestor, para protestar contra alguns pontos que seriam discutidos. Eles aproveitaram ainda para protestar contra a presença da PM no campus.

Segundo a assessoria da USP, os estudantes levaram faixas, cartazes, e em certo momento fecharam a portaria do prédio, impedindo os funcionários de saírem do local. Durante a noite, boa parte dos estudantes acampou no prédio, onde permanecem até o momento desta publicação.

Estudantes

Após a publicação desta matéria, estudantes enviaram um comunicado do CAASO, se pronunciando sobre os assuntos abordados na reunião do Conselho, ocorrida na tarde ontem (29). Segue abaixo na íntegra:

"Carta aos Estudantes - Ameaça ao CAASO
Nesta última semana surgiram alguns boatos em relação ao cancelamento do Baile do Brega que estava marcado para 24 de agosto. O Grupo de Som do CAASO (GSom) é o responsável pela organização do Baile e depende dele como fonte principal para seu autofinanciamento.
Todo o processo para se conseguir autorização da festa foi realizado satisfatoriamente, contudo o Ministério Público Estadual (MP) em oportunidade anterior sinalizou que elaboraria um parecer em relação à realização do evento podendo vetá-lo. A resposta oficial não foi dada até o presente momento.
Infelizmente o Grupo de Som precisa de uma margem de segurança para trabalhar e passa por situação financeira delicada. Desta forma, sem saber se poderão fazer ou não o evento e, faltando pouco mais de uma semana para a realização da festa, o GSom, juntamente com o CAASO, optou pela não realização do XXV Baile do Brega.
Todavia, a possível proibição da realização do Brega não é o único de nossos problemas. O MP, representado na figura de um promotor, também indagou sobre a finalidade dos arrendamentos do CAASO (Bar, Papelaria, Xerox, EESCoBar, e etc), a realização das festas tanto na sede do Centro Acadêmico como no salão de eventos, e ainda a venda, distribuição e consumo de bebidas dentro do campus, além de questionar o uso do espaço do CAASO. Paralelamente, também tem se discutido, na comissão de segurança do campus a questão das bebidas, a restrição de circulação de pessoas "externas" à Universidade e a permanência da PM no campus.
Todas essas investidas vêm ameaçando a autonomia estudantil e a legitimidade do espaço de vivência e confraternização dos estudantes. Vale lembrar que o CAASO foi conquistado com a luta dos estudantes, além de ser nosso espaço autônomo e nos representar perante a USP-São Carlos, tem um papel fundamental de organizar os estudantes em torno de suas reivindicações, na luta de seus direitos e por uma Universidade mais democrática, fazendo com que nós sejamos protagonistas de sua construção.
Assim, o CAASO e nossas Secretarias Acadêmicas como os conhecemos hoje estão ameaçados de não existir mais. Isso se dá porque nossas principais fontes de financiamento advém da realização das festas e também dos arrendamentos, para o CAASO em particular. Nossos espaços para nos organizarmos e realizarmos nossas atividades culturais e sociais dependem da estrutura política e física de nosso Centro Acadêmico.
Diante de todos esses acontecimentos, fazemos um CHAMADO a todos os estudantes da USP para nos organizarmos, possibilitando avançar na discussão e na apresentação de propostas concretas para defender nosso CAASO e garantir os direitos conquistados ao longo dos seus 59 anos de existência. Percebemos, pela história do próprio CAASO, que somente quando os estudantes protagonizam uma mobilização em defesa dos seus direitos através de um debate amplo e coeso é que obtemos vitórias reais, numa estrutura de Universidade e sociedade que não é democrática.
O CAASO depende dos estudantes, e somente com a nossa mobilização poderemos ser ouvidos e garantir nossos espaços. O CAASO é os estudantes e os estudantes são o CAASO!
Centro Acadêmico Armando de Salles Oliveira - CAASO"

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias