Menu
quinta, 06 de maio de 2021
25 de abril

Casa de Portugal de São Carlos comemora “Revolução dos Cravos”

Programação inicia-se às 9h, com a distribuição de lembranças aos associados; à tarde ocorre ações aberta a comunidade

23 Abr 2021 - 09h07Por Redação
“Revolução de 25 de Abril”, também conhecida como “Revolução dos Cravos” ou “Revolução de Abril”, foi protagonizada por um movimento militar - Crédito: Divulgação“Revolução de 25 de Abril”, também conhecida como “Revolução dos Cravos” ou “Revolução de Abril”, foi protagonizada por um movimento militar - Crédito: Divulgação

A Casa de Portugal de São Carlos comemora no próximo domingo, 25, o 47º aniversário da “Revolução dos Cravos”, ocorrida no dia 25 de abril de 1974, que retirou Portugal de uma ditadura que durou 41 anos.

A programação alusiva a estas comemorações inicia-se às 9h, com a distribuição de lembranças aos associados, seguindo-se no período da tarde uma programação totalmente aberta a toda a comunidade.

Assim, às 15h, será exibido o filme “Capitães de Abril” (legendado), da realizadora portuguesa Maria de Medeiros, obra onde são mostrados alguns dos principais momentos da Revolução - Esta exibição será através do sistema ZOOM, aberta a todos os interessados, pelo link https://us02web.zoom.us/j/86258744222?pwd=S1R3M3MydzJFc0lHamJxZ0VsTWFpZz09

A última iniciativa destas comemorações, também aberta a todos os interessados, ocorrerá às 17h, igualmente pelo sistema ZOOM, com uma palestra ao vivo alusiva à Revolução,tendo como convidados o Dr. Rui Valente, do Museu da Misericórdia do Porto/Portugal, que abordará “O exemplo da Revolução dos Cravos”, e o Dr. Antonio Sasso, Advogado em São Carlos e filho de portugueses, ao que se seguirá um debate e troca de ideias sobre os dois temas. Este evento poderá ser acessado através do link - https://us02web.zoom.us/j/86379724878?pwd=enVFL2gvTk1NOEtHYmZGeDgxYklodz09

A “Revolução de 25 de Abril”, também conhecida como “Revolução dos Cravos” ou “Revolução de Abril”, foi protagonizada por um movimento militar, designado Movimento das Forças Armadas (MFA), composto na sua maior parte por capitães que tinham participado na Guerra Colonial e que tiveram o apoio de oficiais milicianos.

Este movimento surgiu por volta de 1973, baseando-se inicialmente em reivindicações corporativistas, como a luta pelo prestígio das forças armadas, acabando por atingir o regime político em vigor. Com reduzido poderio militar e com uma adesão em massa da população ao movimento, a reação do regime foi praticamente inexistente e infrutífera, tendo-se registrado apenas quatro civis mortos e quarenta e cinco feridos em Lisboa, atingidos por disparos de membros da polícia política do estado. O convite fica feito!

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias