Menu
segunda, 18 de fevereiro de 2019
Entretenimento

Dois mil cavaleiros e amazonas participam da Cavalgada Solidária neste domingo

03 Fev 2019 - 09h27Por Redação
Dois mil cavaleiros e amazonas participam da Cavalgada Solidária neste domingo -

A Cavalgada sairá às 9h da avenida Getúlio Vargas, do terreno ao lado do Ceme e seguirá pelas avenidas São Carlos, Trabalhador São-carlense e Miguel Petroni. O ponto final será o Ginásio do Santa Felícia, onde acontecerá o almoço. Para garantir a segurança dos animais e do trânsito, agentes de trânsito, Guarda Municipal, Polícia Militar e voluntários do curso de medicina veterinária e agronomia estarão acompanhando os cavaleiros.

O evento é realizado pela Comissão Paixão Sertaneja, com apoio de aproximadamente 140 empresários e a Prefeitura de São Carlos. Toda a renda do almoço será revertida para a Rede Feminina de Combate ao Câncer que há 66 anos presta assistência as vítimas e familiares de pessoas com câncer.

Cerca de 20 cidades e aproximadamente 2 mil cavaleiros e amazonas estão confirmados no evento que é o quarto maior do Brasil, segundo a Comissão Paixão Sertaneja.

Para quem vai participar da Cavalgada, o Departamento de Defesa Animal dá algumas recomendações:

- Não será permitido o uso de equipamentos de correção animal;

– Durante o trajeto deverão ser evitadas situações que possam assustar os animais, como caminhões de som, o uso de esporas e de chicotes. Animais assustados podem avançar sobre pessoas e carros, empinar, dar coices, entre outros;

- Os animais devem estar com score físico compatível com a atividade que irão fazer;

– Utilizar “tralha” adequada ao animal. Selas, arreios e embocaduras erradas podem causar lesões nos animais;

- Os veículos de tração deverão cumprir as normas de segurança exigidas para seu uso seguro;

- É proibido o uso de fogos de artifício (lei mun. 18.059/16).

O Departamento de Defesa Animal estará presente durante toda a cavalgada, para as verificações necessárias. “Atitudes incompatíveis com as práticas de bem estar dos animais serão tratadas de acordo com a legislação vigente”, afirma o diretor o Departamento de Proteção Animal, Fernando Magnani.

 
 
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias