Menu
terça, 22 de maio de 2018
Cidade

Restrição de acesso na UFSCar gera polêmica

Medidas foram tomadas em decorrência de pequenos furtos, roubos e comercialização de drogas ilícitas.

06 Ago 2014 - 08h54
Entrada principal da UFSCAR. - Entrada principal da UFSCAR. -

A medida aprovada no dia 18 de julho pelo Conselho Universitário (ConsUni) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) que restringe a entrada de pessoas não pertencentes ao quadro de funcionários, estudantes, professores e da reitoria vem gerando muita polemica. Seguranças dizem estar cumprindo determinações da reitoria da universidade. Já a assessoria de imprensa da UFSCar diz que a medida é emergencial e deverá seguir até o final deste mês, quando uma nova avaliação deverá ser feita em nova reunião do Conselho Universitário.

CRIMES

A reitoria justifica que as medidas seriam em decorrência de pequenos furtos, roubos, comercialização de drogas ilícitas, além de outros crimes como três ataques a um caixa eletrônico que nos últimos dias foi retirado do ponto em que se encontrava. Sobre este crime apuramos que a Polícia Civil segue investigando o caso onde quadrilhas atacaram o caixa eletrônico do banco Santander na madrugada do dia 12 de fevereiro e sem provocar explosão levaram cerca de R$ 131.990,00 e posteriormente desapareceu sem deixar qualquer rastro. Já no dia 28 de março o bando regressou e novamente arrombou o caixa eletrônico com auxilio de serra copo e desta vez levou cerca de R$ 141.900,00 em dinheiro. O terceiro e último ataque ocorreu no dia 6 de junho quando os bandidos levaram mais R$ 280 mil. Após ter recebido um prejuízo que ultrapassa os R$ 550 mil, o Santander decidiu inutilizar o caixa eletrônico que inicialmente foi lacrado e na semana passada foi retirado do campus.

ENTRADA

Desde o dia 21 de Julho a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) vem proibindo a entrada de pessoas que não fazem parte da comunidade acadêmica no período noturno. A partir das 19 horas, o ingresso só é permitido a alunos, professores e funcionários. Para entrar, é preciso se identificar apresentando documento aos vigilantes que estão nos portões do campus.

NOTA

Em nota a reitoria informou que o Conselho Universitário (ConsUni), reunido no dia 18 de Julho aprovou a implantação de controle de acesso ao Campus no período noturno, com entrada restrita aos integrantes da comunidade universitária a partir das 19 horas, com apresentação de documento de identificação. A decisão visa a garantia das condições de segurança pessoal e patrimonial no Campus, já que, nas últimas semanas, foram registradas graves ocorrências nas dependências da Universidade. Neste momento, a implantação do controle de acesso é uma medida emergencial; até o final de agosto, para quando está agendada nova reunião do Conselho Universitário, os procedimentos definitivos serão debatidos com a comunidade universitária.

INDIGNAÇÃO

O representante do movimento sindical da Universidade Federal de São Carlos Antonio Donizete da Silva (Doni), diz que se sente indignado com esta medida. Segundo ele esta medida não seria a correta e a vigilância teria que estar ainda mais equipada e com aumento de efetivo. Ele não concorda com restrição do campus que segundo ele é um local público. "A universidade de fato tem uma preocupação com a segurança, porém a medida que foi tomada restringindo a entrada das pessoas no nosso ponto de vista está completamente errada porque nós achamos que ao invés de restringir a entra das pessoas a universidade deveria oferecer mais segurança. A medida que está sendo tomada neste momento só prejudica aqueles que precisam utilizar o campus. A universidade tem cursos noturnos. Estes dias inclusive tivemos notícias de que uma mãe não conseguiu entrar aqui para ter contato com sua filha. Então se universidade não se responsabiliza pela segurança do posto de vista da contratação de vigilantes as pessoas que precisam ter acesso a universidade são prejudicadas? Então nós achamos que esta situação está absolutamente errada e nós estamos indignados, absolutamente indignados", concluiu Doni, representante do movimento sindical.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias