Menu
quinta, 24 de maio de 2018
Cidade

Projeto de lei prevê treinamento de primeiros socorros em creches e escolas municipais

28 Mar 2014 - 21h07
0 - 0 -

O prefeito Paulo Altomani, na tarde desta sexta-feira (28), recebeu em seu gabinete, os secretários Carlos Alberto Andreucci (Educação) e Julio Cesar Pereira de Souza (Planejamento e Gestão), a chefe de divisão de atendimento pré-hospitalar móvel do SAMU, Elen dos Santos Alves, o comandante do 3º Subgrupamento de Bombeiros (SGB), capitão Silmar da Silva Sendim e os tenentes do Corpo de Bombeiros, Giovani e Gregório, para tratar sobre a implantação de lei que prevê treinamento de primeiros socorros em creches e escolas municipais.

 O Projeto de Lei, de autoria do secretário Julio Cesar Pereira de Souza, estabelece que em todos os estabelecimentos de ensino e em creches municipais, haja funcionários treinados a prestar serviços de primeiros socorros. A lei foi aprovada em 2009, porém não havia sido implantada ainda no município.

Segundo o prefeito, a lei é de importante relevância e poderá salvar vidas. “Discutimos hoje sobre a implantação desta lei de autoria do secretário Julio Cesar, que está aprovada desde 2009 e que por falta de sensibilidade não foi implementada antes. Realizamos este encontro para firmar a parceria entre prefeitura, Secretaria de Educação, Corpo de Bombeiros e SAMU e desta forma, dar sequência à implantação desta lei que, inicialmente será aplicada nas escolas municipais e futuramente nas redes estaduais. Em cada escola municipal, a partir da 8ª série, haverá um ou dois funcionários treinados em primeiros socorros e desta forma, pretendemos salvar vidas e capacitar um número maior de pessoas na cidade para que cada um possa ser um pouco “bombeirinho” ou “samuzinho”. Uma criança na cantina da escola engasga ou afoga, com um doce ou salgado e tem uma parada respiratória ou cardíaca. Quem poderá salvar esta criança em tempo? Se tiver uma pessoa treinada nesta escola, certamente este caso terá um final feliz. Quero cumprimentar o secretário Julio Cesar por esta iniciativa, e o secretárioAndreucci por considerar o tema relevante, nos ajudando na implantação, junto às diretoras das escolas”, destacou.

 Altomani aproveitou o encontro para reforçar o convite ao Corpo de Bombeiros para participara da Atividade Delegada. “Agradeço ao Corpo de Bombeiros, sempre parceiro da prefeitura. Tudo o que propomos e que é de interesse da população, eles estão juntos conosco. E como gentileza gera gentileza, aproveito este encontro para convidá-los para participar da Atividade Delegada, onde alguns poderão trabalhar como guarda-vidas nas piscinas municipais. Enfim, poderão auxiliar em vários eventos, ajudando a Prefeitura Municipal”, disse o prefeito.

O secretário Carlos Alberto Andreucci ressaltou o fato solidariedade na implantação do programa. “Mais uma vez temos uma iniciativa do secretário Julio Cesar, um programa que é de grande relevância para a saúde, preservação das vidas e segurança, que significa, além de tudo, estímulo à solidariedade. A escola é o local apropriado para que façamos isso, através desta lei. A segurança também significa estarmos unidos para um propósito maior, de humanização e caridade. Tão logo sejam possíveis as condições para iniciarmos este trabalho, em conformidade com o Corpo de Bombeiros e o SAMU, estaremos iniciando  este trabalho nas escolas e creches municipais”.

De acordo com Silmar da Silva Sendim, comandante do 3º Subgrupamento de Bombeiros (SGB), este tipo de programa já existe em países de primeiro mundo. “Trata-se de um programa muito importante, que dará cumprimento à lei do vereador Julio Cesar, que estabelece que cada escola municipal precisa ter, em seu quadro de funcionários, pessoas treinadas para primeiros socorros. Isso é algo já utilizado nos países de primeiro mundo e que coloca São Carlos mais uma vez à frente dos demais municípios do país. A primeira fase será a seleção dos interessados, que devem preencher alguns pré-requisitos para poder participar desse treinamento. Após a seleção, iniciamos o treinamento no Corpo de Bombeiros, onde iremos dividir a carga horária com o SAMU, que é uma instituição já reconhecida. Vamos treinar alguns profissionais do ensino para que estejam aptos a realizar atendimento de primeiros socorros. Isso irá facilitar o trabalho do Corpo de Bombeiros e dar uma maior chance de sobrevida às pessoas. Paralelo a isso, teremos um projeto que já existe em outros locais e vamos retomar em São Carlos, em parceria com a prefeitura e Câmara Municipal, que é o projeto Bombeiros nas Escolas, onde todos os alunos de 9º ano receberão treinamento básico, também de primeiros socorros, e com esse conhecimento o aluno será um cidadão mais preocupado com as questões de segurança”, explicou o comandante.

 Ressaltando que a prestação de primeiros socorros não exclui a importância de um médico, o secretário Julio Cesar declarou sua satisfação em ver a implantação da lei. “Costumo falar sempre da gestão cooperada, ou seja, quando temos essa participação de instituições com tanta credibilidade, como o Corpo de Bombeiros, SAMU e prefeitura. Esse comprometimento e essa cooperação dão resultados positivos. Estou muito feliz, este encontro hoje se faz especial, primeiramente porque sou autor da lei, mas principalmente porque podemos dar um retorno à população, mostrando que as coisas estão acontecendo em prol da saúde e segurança das crianças nas escolas. Neste momento, percebo que vale a pena seguir em frente. Continuamos trabalhando pela cidade e são momentos como este que fazem o homem público ter a certeza de investir”, finalizou.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias