Menu
terça, 23 de outubro de 2018
Cidade

Prefeitura oferece 7%, mas servidores prometem ampliar a greve

25 Abr 2014 - 09h21Por Sindspam
0 - 0 -

Após proposta da Prefeitura, servidores se organizam para ampliar greve 

Nesta quinta-feira (24), foi realizada a segunda reunião entre representantes do Sindspam, Prefeitura Municipal e a comissão de servidores, para tratar sobre o reajuste salarial do funcionalismo público municipal. O encontro que começou com 1h40 de atraso, foi mais uma vez intermediada pelo Procurador do Trabalho Cássio Calvilani Dalla-Déa e pelo Gerente Regional do Trabalho, Antônio Valério Morillas Júnior. Do lado de fora do prédio da Gerência Regional do Ministério do Trabalho, cerca de 150 servidores aguardavam o desfecho da reunião que acabou sendo nada agradável para quem estavam esperando uma proposta melhor. Os representantes da Prefeitura, Dante Nonato (secretário interino da Administração e Gestão Pessoal), Alfredo Colenci Júnior (Planejamento), mais o procurador do município, Waldomiro Bueno de Oliveira, entregaram ao Procurador do Trabalho o ofício assinado pelo prefeito Paulo Altomani, informando que a proposta final da Administração era de 7% de aumento no salário (5,68% de IPCA e 1,32% de aumento real) e 7% de aumento no ticket alimentação.

“Esta é a proposta definitiva do prefeito Paulo Altomani porque não podemos comprometer o limite prudencial estabelecido pelo Tribunal de Contas do Estado”, defendeu Waldomiro.

O presidente do Sindspam, Adail Alves de Toledo, disse que a proposta comprometeria os funcionários que ganham em torno de R$ 1 mil. “Esta proposta representa R$ 30,00 a  menos do que as propostas feitas em outras reuniões. Não é viável para quem ganha pouco”, disse Toledo. Na semana passada a categoria rejeitou em assembleia a proposta da Prefeitura que foi de reajustar o salário em 5,84% e aumentar o ticket dos R$ 122,00 atuais para R$ 172,00. A proposta da Prefeitura provocou revolta dos servidores e dos sindicalistas, que apresentaram na reunião da quarta-feira planilhas apontando que era possível dar um aumento com percentual maior. Por causa disso o Sindspam, solicitou uma análise nas planilhas  junto com os técnicos da Prefeitura, para conferir os cálculos feitos tanto pelo sindicato como pela Administração. Este encontro ficou marcado para a manhã desta sexta-feira (25).

Vaias – Os representantes da Prefeitura Municipal foram vaiados na chegada ao prédio da Gerência Regional do Trabalho, cabisbaixos por causa do atraso de quase duas horas, provocado por eles próprios, eles entraram sem se manifestar muito com os servidores presentes. Já na saída com o clima um pouco mais tenso, os três foram vaiados novamente, Waldomiro Bueno chegou até acenar para os servidores e acabou recebendo ainda mais vaias.

Greve continua – Ao término da reunião a proposta feita pela Administração foi divulgada aos trabalhadores que estavam do lado de fora do prédio e a mesma foi rejeitada por todos, porém a resposta oficial será oficializada na assembleia da categoria que foi marcada para esta sexta-feira (25) às 18h30 na sede do Sindspam na Vila Prado. Os membros da comissão de greve e os servidores presentes decidiram dar continuidade a paralisação que ganhou força nesta quinta-feira e deverá tomar proporções ainda maiores nesta sexta-feira. O comando de greve se reuniu a noite para traçar as estratégias do movimento para esta sexta-feira. A intenção dos membros da comissão é parar o maior número de repartições possíveis e concentrar os servidores na praça dos Voluntários. 

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias