Menu
quarta, 30 de setembro de 2020
Polícia

Seguranças são acusados de espancar homem até a morte

06 Ago 2009 - 17h25Por Redação São Carlos Agora
Atualizada às 19h13

O segurança RFPL, de 26 anos e o seu supervisor, DLB, de 22 estão sendo acusados de espancar o pedreiro Ademir Peraro de 43 anos, que morreu durante a madrugada devidos aos ferimentos que sofreu. A vítima havia praticado o furto de 2 queijos, cremes para o rosto, e uma camiseta, avaliados em cerca de R$ 30 no supermercado em que eles trabalham na região do kartódromo. Em seguida eles levaram Peraro até o banheiro do estabelecimento e iniciaram uma sessão de espancamento com chutes, socos, tapas na cara e com um cabo de rodinho finalizaram a tortura. Em seguida Peraro foi deixado no banheiro até o fechamento do supermercado. Ele foi liberado pelos agressores que não chamaram a Polícia Militar para registrar a ocorrência de furto.

Muito machucado, Peraro foi até a sua residência onde pediu socorro aos familiares. Levado até a Santa Casa de São Carlos ele não suportou os ferimentos e veio a falecer durante a madrugada. Antes, ele disse aos parentes que os agressores seriam os seguranças do supermercado.

Já na madrugada os policiais da DIG começaram a trabalhar no caso. Pela manhã eles foram até o supermercado e prenderam R. que tentou se esconder. Segundo o delegado Geraldo Souza Filho, os funcionários tentaram dificultar a ação da Polícia.

O supervisor não foi localizado e segundo Souza Filho ele está em Ribeirão Preto, porém a sua prisão provisória também foi decretada e ele está sendo procurado pela Justiça.

No prédio da DIG L. não quis gravar entrevistas, mas culpou o supervisor pela maior parte das agressões.

O segurança suspeito de participar do espancamento já respondeu um processo na Justiça pelo crime de Lesão Corporal na cidade de Matão. Ele agiu da mesma forma ao flagrar um rapaz praticando um furto no supermercado em que trabalhava na época.

Após a prisão o delegado anunciou que pediu a prisão temporária do rapaz, mas no final da tarde veio a notícia que o juiz indeferiu o pedido atendendo a solicitação do advogado do suspeito, que já foi liberado.



comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias