quarta, 29 de maio de 2024
Polícia

Polícia Civil indicia açougueiro por falsa comunicação de crime

31 Jul 2015 - 16h48
0 - 0 -

A equipe de investigadores do delegado Walkmar da Silva Negré do 2º Distrito Policial conseguiu identificar um açougueiro que procurou a polícia informando sobre o furto de seu veículo, porém toda história mentirosa veio à tona após os policiais descobrirem que ele teria perdido o veículo judicialmente a cerca de dois anos e teria tentado usar a polícia para se livrar de crime. O carro hoje pertence a uma dona de casa que ficou assustada ao procurar um despachante policial para registrar o carro em seu nome e descobrir que havia problemas.

FURTO DE VEÍCULO

No início da manhã do dia 10 de junho deste ano, após comunicar a Polícia Militar o açougueiro de 29 anos foi orientado e seguiu para o 2º Distrito Policial, onde relatou que ladrões, possivelmente pela madrugada, teriam furtado na rua Atílio Prata Vieira, no bairro Cidade Aracy I seu veículo Fiat Pálio, 1.0, branco, 2.000, com placas de São Carlos. Ao verificar pela numeração das placas os policiais constataram que realmente o veículo ainda encontrava-se no nome do açougueiro e desta forma o crime de furto de veículo foi registrados em Registro Digital de Ocorrência (RDO).

INVESTIGAÇÃO

Já na última segunda-feira (27) a dona de casa de 43 anos procurou o 3º Distrito Policial dizendo aos policiais que estaria em posse de um veículo com queixa de furto na região do bairro Cidade Aracy I. Após averiguar a informação daquela mulher os policiais civis descobriram que realmente o carro constava nos computadores policiais como veículo furtado, porém ela negou qualquer envolvimento. Alertado, o delegado Walkmar da Silva Negré determinou que seus investigadores assumissem o caso e após ouvir a dona de casa, os policiais descobriram que esta mulher no dia 10 de Julho de 2013, teria adquirido o Fiat Pálio através de uma financieira e pago as prestações sempre em dia. Na manhã da última segunda-feira solicitou ao esposo para procurar um despachante que atende a família para regularizar o veículo em seu nome e ao realizar o levantamento o despachante informou que nada poderia fazer, uma vez que o veículo apresentava queixa de furto.

FALSA COMUNICAÇÃO DE CRIME

Após os levantamentos os investigadores descobriram que por inadimplência uma financieira através de ação judicial apreendeu o veículo do açougueiro, que por motivos ainda ignorados procurou a polícia e comunicou falsamente o furto do Fiat Pálio. Após esclarecer o caso o delegado indiciou o açougueiro pela falsa comunicação de crime e determinou que a comunicação de furto de veículo fosse retirada do sistema de informações da polícia em todo estado e o carro foi entregue a dona de casa para regularização sem prejuízos.

 

Leia Também

Últimas Notícias