Menu
domingo, 20 de junho de 2021
Polícia

Polícia Civil descobre que perigoso marginal foi preso com nome do irmão de criação em São Carlos

28 Jul 2015 - 15h35Por Pedro Maciel
Rodrigão usava o nome do irmão que não tinha passagens pela Polícia. (foto Luciano Lopes) - Rodrigão usava o nome do irmão que não tinha passagens pela Polícia. (foto Luciano Lopes) -

O perigoso assaltante e ladrão caranguejeiro Rodrigo Pereira de Carvalho, 29, O "Rodrigão", até a última sexta-feira (24) conseguiu se esconder atrás de uma falsa identidade que estaria usando desde o final do ano de 2014, quando recebeu da Vara de Execuções Criminais (VEC) de Jardinópolis a saída temporária para passar o natal com a família na região norte de São Carlos e não regressou ao sistema prisional. Ele cumpria pena 10 anos de reclusão pelo crime de roubo a mão armada.

Rodrigo está recolhido no Anexo de Detenção Provisória (ADP) de Araraquara com o nome do irmão de criação Álvaro da Silva, 29, que segundo apurado não teria cometido qualquer crime.

IRMÃO DE CRIAÇÃO

A história envolvendo os dois irmãos teria sido descoberta pelos investigadores do 2º Distrito Policial de São Carlos que na semana passada estavam investigando um homem que foi preso pela Polícia Militar após ter furtado de uma secretária de 33 anos, seu Voyage GL, 89, cinza na avenida José Pereira Lopes, na região de vila Prado. O veículo foi encontrado minutos depois no interior de uma oficina localizada na avenida Morumbi. Rodrigo estava no local e disse chamar-se "Álvaro da Silva". Ele negou ter furtado o veículo, porém foi apontado por testemunhas na oficina como sendo a pessoa que adentrou naquele local conduzindo o veículo furtado.

Durante o flagrante foi apurado que "Álvaro" já teria sido preso pelo mesmo crime na madrugada do dia 12 de maio deste ano, quando pela foi flagrado também por policiais militares tentando furtar outro Voyage LS, 83, verde com placas de Iracemápolis/SP, que estava estacionado no cruzamento das ruas Goiás e Elias Arsênios. Ele foi encaminhado ao ADP de Araraquara, onde permaneceu preso por alguns dias e após foi colocado em liberdade, por usar o nome do irmão que não tem passagens pela polícia.

"RODRIGÃO"

Na última sexta-feira os investigadores do 2º Distrito Policial realizavam levantamentos sobre "Álvaro da Silva", para saber se ele estaria envolvido com quadrilha de ladrões caranguejeiros quando vieram a localizar uma testemunha que dizia conhecer os irmãos. Essa testemunha disse que Rodrigo estaria usando o nome do irmão que não é envolvido com o mundo do crime.

Ao tomar conhecimento da investigação em curso, o delegado Walkmar da Silva Negré determinou que seus policiais aprofundassem os trabalhos para que de fato se estas informações fossem verdadeiras deveria a Justiça Criminal ser rapidamente comunicada.

TRAMA

No início da noite de sexta-feira, após esclarecer toda trama o delegado Walkmar Negré, indiciou o presidiário Rodrigo Pereira Carvalho pelo crime de falsidade ideológica, bem como furtos de veículos que eram atribuídos ao irmão. Ainda na noite de sexta-feira a autoridade policial comunicou o fato ao Juiz Antônio Benedito Morello da 1ª Vara Criminal de São Carlos, relatando que Rodrigo seria um foragido do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Jardinópolis, na região de Ribeirão Preto, onde teria recebido no dia 23 de dezembro de 2014 o benefício da saída temporária (indulto) de Natal para passar as festas com familiares na região do bairro Jóquei Clube em São Carlos, porém nunca mais regressou ao sistema prisional.

"Rodrigão" iniciou sua vida no crime em 2005, quando acabou preso após realizar roubos a mão armada na cidade de Ibaté e posteriormente acabou praticando outros assaltos na cidade de São Carlos, onde também envolveu-se com drogas e em sua vida criminosa passou a furtar veículos. Com cerca de 9 anos de reclusão para cumprir, o perigoso assaltante agora foi desmascarado e deverá a Justiça Criminal reverter os indiciamentos em nome do irmão.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias