Menu
domingo, 13 de junho de 2021
Polícia

Família de universitária receberá R$ 394 mil em indenização

Gisele Lima morreu em março de 2013, após ser atingida por um galho no campus I da universidade

10 Ago 2015 - 19h03
0 - 0 -

Em sentença proferida pelo juiz Daniel Felipe Scherer Borborema, a USP (Universidade de São Paulo) terá que indenizar a família da universitária Gisele Aparecida Braz de Lima em RS 394 mil. Ela morreu em março de 2013, após ser atingida por um galho no campus I da universidade localizada em São Carlos. Os envolvidos podem recorrer da decisão.

Na sentença, o juiz disse que ficou comprovado que Gisele foi vítima de um acidente dentro do campus e não aceitou contestação apresentada pela instituição de ensino que, em sua defesa, alegou que o volume de chuva e o vento nos dias que antecederam o acidente foram excessivos.

"A ocorrência de ventos e precipitação na região é comum e a avaliação, podas e supressão de árvores de forma correta seria hábil a impedir o evento. Afirma-se, pelas circunstâncias, o nexo de causalidade entre o evento danoso e o fato lesivo, de onde resulta a responsabilidade objetiva da ré", escreveu Borborema em sua sentença.

O magistrado, diante dos fatos apresentados, argumentou que não cabe a universidade arcar com os R$ 9.184,94 mensais pedidos pela família, que pediu a pensão considerando o valor que um profissional com título de doutor receberia em sua vida profissional, mas estipulou uma indenização. "Ante o exposto, julgo parcialmente procedente a ação e condeno a ré a pagar aos autores o valor de R$ 394.000,00, com atualização monetária desde a presente data, e juros moratórios desde o fato, em 13/03/2013", decidiu.

FATALIDADE

Gisele morreu após ser atingida na cabeça pelo galho de uma árvore, ao lado de uma lanchonete, nas proximidades do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), quando lanchava com outras duas colegas.

Testemunhas ouviram um estalo, mas Gisele não conseguiu sair a tempo e foi atingida. As outras estudantes escaparam sem ferimentos.

Nascida em Igaraçu do Tietê, a universitária fazia doutorado em ciências da computação e matemática computacional. Ela foi atendida pelo Samu, mas não resistiu e morreu no local.

 

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias