quinta, 07 de julho de 2022
Operação Cidade Limpa

DIG identifica casa que servia como deposito de produtos de origem suspeita

Farta quantidade de objetos foram apreendidos por policiais que irão apurar a procedência

26 Mai 2022 - 12h51Por Marcos Escrivani
Parte dos produtos apreendidos por policiais da DIG - Crédito: Maycon MaximinoParte dos produtos apreendidos por policiais da DIG - Crédito: Maycon Maximino

Em posse de um mandato de busca e apreensão, policiais civis da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), comandados pelo delegado João Fernando Baptista, apoiados por guardas municipais e fiscais do setor competente da Prefeitura Municipal, revistaram uma casa localizada na Avenida Miguel Petroni, na Vila Pureza (região da USP São Carlos), que servia como ‘depósito’ de produtos de origem suspeita.

A ação policial faz parte da operação “Cidade Limpa” e que visa o combate à criminalidade. De acordo com Baptista, durante a pandemia da Covid-19, nos últimos meses, foi constatado o aumento nos furtos de fios, cobre, objetos metálicos (torneiras, hidrômetros, relógios de força) e o trabalho da delegacia especializada foi pontuar possíveis “pontos” de venda desses produtos.

“Chegamos a esta casa. Obtivemos um mandado de busca e com apoio da GM e fiscais da Prefeitura, fomos até o endereço e constatamos que não havia ninguém no momento. Mas havia muito entulho e produtos de origem suspeita. Apreendemos todo o material e vamos buscar possíveis vítimas”, relatou o delegado. “Hoje não podemos vincular o que apreendemos como fruto de ilícitos” adiantou.

Porém, com o andamento das apurações, caso tais produtos sejam reconhecidos, será dado andamento ao caso e o proprietário da casa deverá ser processado como receptador, observou a autoridade policial.

LIMPEZA

Baptista disse ainda que a sujeira na casa era grande e a Prefeitura Municipal deverá providenciar a limpeza do local, um pedido antigo dos moradores vizinhos da residência, que estaria em estado de abandono.

VÍTIMAS

O delegado da DIG informou ainda que, caso alguém identifique algum produto, basta ir na delegacia especializada para que as providências sejam tomadas

Leia Também

Últimas Notícias