quarta, 10 de agosto de 2022
Polícia

Cremesp abre sindicância para saber se houve negligência no atendimento de Letícia

11 Jul 2011 - 20h56

O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) resolveu abrir uma sindicância para apurar se houve negligência no atendimento da menina Letícia Garbiele Bueno, de 5 anos. Ela morreu no último sábado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) infantil da Santa Casa de São Carlos.

No atestado de óbito assinado por uma médica, consta que Gabriele morreu por “choque de causa desconhecida” e como não houve pedido para que o corpo dela fosse encaminhado ao IML, o corpo da criança acabou sendo sepultado sem ter passado por necropsia, o que seria fundamental para determinar a causa da morte. Essa fato também está sendo investigado pelo Cremesp.

O 3º Distrito Policial também investiga o caso. O delegado Aldo Donisete Del Santo, em um primeiro momento, descarta a hipótese de omissão de socorro.

Leia Também

Últimas Notícias