Menu
quinta, 22 de abril de 2021
Polícia

ALERTA: casal tenta abordar mulher perto do CEME

Afirmando ter filho internado em estado grave na Santa Casa, eles tentaram enganar uma motorista que por pouco não foi uma vítima.

29 Set 2017 - 08h10Por Redação
ALERTA: casal tenta abordar mulher perto do CEME -

Um homem aparentando 40 anos e uma mulher com aproximadamente 50 anos, tentaram enganar uma mulher que estava ao volante de um veículo na manhã desta quinta-feira, 28, na região do Centro de Especialidades (CEME), na Vila Isabel, para a prática de um assalto. Apavorada, ela relatou os momentos de pânico em um áudio via WhatsApp.

As informações chegaram até o comando da Polícia Militar e o Capitão Paulo Roberto Nucci informou que trabalha no sentido de identificar o casal.

MODUS OPERANDI

A mulher em um áudio com aproximadamente dois minutos de duração relatou detalhadamente o modus operandi do casal na tentativa de, inicialmente convencê-la de uma suposta ajuda e, posteriormente, ser vítima de um assalto.

Ela disse que, por volta das 8h desta quinta-feira, 28, dirigia-se para seu trabalho e na Avenida Getúlio Vargas, região do Centro de Especialidades, ao fazer uma curva, foi abordada pelo casal, cuja mulher apresentava-se visivelmente alterada, chorando copiosamente.

Sem sair do carro, ela perguntou se estava tudo bem, quando a mulher se aproximou e disse que seu filho teria sofrido um grave acidente estava na UTI da Santa Casa e se poderia dar uma carona à ela e seu marido.

"Fiquei receosa, pois não conhecia eles. E o homem estava junto. Disse que não dava, pois estava em horário de trabalho", afirmou a motorista.

Com a negativa, a mulher, que estava alterada, disse que ela não tinha coração e deveria ser mais humana, mas caiu em contradição, pois a mãe dela estaria em estado terminal na Santa Casa.

Surpresa, a motorista disse que retrucou. "Ela disse que era o filho, e não a mãe".

Repentinamente, conta a motorista, que o homem ficou alterado e foi na parte de trás do carro e tentou abrir a porta. Como havia trava, não conseguiu e teria gritado "abre essa p... agora".

"Eu não sei o que eles queriam. Fiquei assustada e acelerei o carro", afirmou. "Fui uma pessoa de boa-fé. Parei o carro e tentei ajudar. Vi duas pessoas desesperadas e não percebi maldade, pois era um casal com uma certa idade. Mas que fique um alerta para todas as pessoas que tentar ajudar. Mas o mundo de hoje impede que sejamos solidários", finalizou.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias