Menu
quinta, 29 de outubro de 2020
Polícia

Agente é suspeito de espalhar suposta ordem do PCC

18 Ago 2009 - 10h09Por Redação São Carlos Agora
A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) abriu procedimento interno para apurar um suposto desvio de conduta de um agente do Centro de Detenção Provisória (CDP), em Mogi das Cruzes. Ele teria divulgado, por e-mail, uma carta apreendida na unidade com um “salve geral” – uma ordem – indicando uma possível revolta dos presos com alegações de “opressões dentro do sistema prisional”. A data para atos de repúdio seria ontem, mas nada foi registrado. Mesmo assim, a movimentação atingiu todos os presídios, inclusive em Araraquara.

A carta datada de 23 de julho vem com o titulo “Salve Geral”. Nas três páginas, os presos seguem falando que “em breve vamos dar um basta na opressão que vem ocorrendo nas faculdades – gíria utilizada para definir presídios.” A mensagem que seria uma ordem dada pela facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) ainda afirma que as “cunhadas” – mulheres dos internos – estão passando por constrangimentos em vários presídios.

Em nota, a SAP afirma que “nas apurações, foi identificado o funcionário que retransmitiu cópia dessa carta para diversas autoridades do Estado. Sua conduta está sendo alvo de procedimento administrativo disciplinar, para fins de punição, tendo em vista a desnecessária intranquilidade que seu comportamento causou, não apenas para seus colegas de trabalho, mas para todos os que tomaram conhecimento da carta”.

Cláudio Dias/Tribuna Impressa
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias