Menu
domingo, 26 de setembro de 2021
Polícia

Acusados do caso Carlinhos Grimberg devem ser julgados no dia 13

01 Jul 2010 - 11h14Por Redação São Carlos Agora

Devem ser julgados no próximo dia 13 os acusados pela morte do fotografo Carlinhos Grimberg, em 03 de setembro de 2008, no conjunto de apartamentos onde ele morava no Monte Carlo, zona sul de São Carlos. Após quase dois anos de mistério, a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) esclareceu o caso em abril deste ano.

Os policiais da especializada chegaram aos acusados após um intenso trabalho de investigação que terminou na prisão do jovem Rodrigo Silva de Jesus, 22 anos, que confessou a participação no crime. Além dele, estão presos aguardando o julgamento, Thiago Rodrigues Torrenho, 24, e Fábio Júnior de Carvalho, de 25 anos. José Rogério da Silva, de 36 anos, o Faísca, permanece foragido. Outras quatro pessoas continuam sendo investigadas por envolvimento no crime. Todos eram vizinhos de Grimberg.

O crime

Em seu depoimento, Rodrigo Silva de Jesus, 22, disse que foi morar de aluguel em um dos apartamentos que era de Grimberg e que mantinha um bom relacionamento com a vítima.

Ele e outros quatro moradores do condomínio resolveram dar uma surra em Grimberg pelo fato dele ser ex-fotógrafo da Polícia Civil e poderia estar denunciando para a Polícia alguns delitos que aconteciam no local.

Por volta das 3h da madrugada do dia 3 de setembro de 2008, Jesus e os comparsas resolveram agir. Uma mulher bateu na porta de Grimberg e foi atendida por ele.

Em seguida, o grupo invadiu o local. Jesus deu uma gravata em Grimberg para que os demais pudessem agir. Neste momento o fotógrafo passou a ser brutalmente agredido com facadas.

Já desfalecido, Grimberg foi levado da sala para o quarto, onde a execução foi consumada. Ele teve os olhos perfurados, e as orelhas e lingua cortadas pelos assassinos.

Jesus conta que neste momento deixou o local e aguardou do lado de fora. Ele disse ainda que as agressões duraram cerca de 20 minutos.

No dia seguinte ao crime, vizinhos estranharam o fato de Grimberg não ter saído para trabalhar e foram verificar o que havia acontecido. Eles encontraram a porta aberta e o fotógrafo caído no chão do quarto.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias