quarta, 17 de abril de 2024
Polícia

2º DP tenta localizar homem que teria participado de furto em escola na Cidade Aracy

29 Mai 2015 - 17h18
0 - 0 -

Nesta semana policiais do 2º Distrito Policial conseguiram identificar um dos ladrões que está sendo apontado como o homem que teria liderado um ataque na madrugada do último dia 20, contra a Escola Estadual Professor Ary Pinto das Neves, localizada na rua Cantor João Paulo, no Bairro Cidade Aracy. L.J.S., o "Ceará" encontra-se desaparecido e segundo a Polícia Civil assim que localizado ele deverá relatar quem mais teria participado do crime.

Também nesta semana, um homem que seria proprietário da residência em que estaria residindo "Ceará", foi localizado e encaminhado ao Distrito Policial da vila Pardo onde foi ouvido formalmente pelo delegado Walkmar da Silva Negré que preside o inquérito. Ele negou qualquer participação no crime e disse que apenas teria alugado a residência desde 2013 a "Ceará" e não sabe onde ele está.

ARROMBAMENTOS

Segundo as investigações, pela manhã do último dia 20, diretores e funcionários adentraram a escola para mais um dia de trabalho, quando constataram que ladrões após estourarem as grades dos fundos do estabelecimento de ensino passaram a danificar várias fechaduras e arrombar portas de salas de aula, sala da direção, sala dos professores e refeitório, onde deixaram a escola em completo desalinho e furtaram: um computador que estaria interligado a circuito do sistema de vigilância por câmeras, cujas imagens também foram levadas pelos marginais, cinco microfones, seis rádios portáteis e gravadores, quatro talonários de cheques do Banco do Brasil em nome da Associação de Pais e Mestre (APM), cerca de 12 bolas de futsal, uma câmera de vídeo, DVD, duas câmeras digitais, material pedagógico, dois Data shows, dois computadores,  um espremedor de frutas, três notebooks, diversos baldes para limpeza, baterias de alarme de incêndio, uma impressora, 10 mochilas escolares, uma lousa branca digital, além de utensílios da sala do refeitório.

Todo material acabou sendo localizado armazenado na residência de "Ceará", que até o momento não foi localizado para dar explicação do crime.

DEVOLUÇÃO

A reportagem apurou que tanto a casa quanto o material já passou por perícia que comprovou que outros materiais que não seriam da escola também estariam armazenados na casa com vários documentos de veículos e outros objetos que seguem sendo investigados pelo 2º Distrito Policial que já ouviu várias testemunhas e ainda nesta semana devolveu todo material à direção da escola.

O caso segue investigado e a Polícia Civil acredita que nas próximas semanas outros envolvidos no crime deveram ser identificados e posteriormente presos.     

 

Leia Também

Últimas Notícias