Menu
segunda, 02 de agosto de 2021
Após um ano e meio

UPA Santa Felícia reabre na sexta-feira e Prefeitura investe R$ 89 mil em readequações

Marcos Palermo acredita que serão atendidos aproximadamente 200 pessoas por dia na unidade de saúde.

28 Ago 2018 - 12h38Por Marcos Escrivani
UPA Santa Felícia reabre na sexta-feira e Prefeitura investe R$ 89 mil em readequações - Crédito: Arquivo/SCA Crédito: Arquivo/SCA

A partir das 15h desta sexta-feira, 31 de agosto, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Santa Felícia reabrirá as suas portas para atendimento público.

A afirmação foi feita por Marcos Palermo secretário municipal de Saúde ao São Carlos Agora nesta terça-feira, 28. A readequação do prédio, que está desativado desde o dia 23 de janeiro de 2017, custou aos cofres públicos R$ 89 mil. Novos equipamentos foram adquiridos.

Palermo disse que, 4 médicos irão trabalhar a cada 24 horas, 4 enfermeiros, 13 auxiliares e técnicos, além de 4 funcionários no setor administrativo.

MELHORIAS NO ATENDIMENTO

Atualmente, as pessoas que necessitam de socorro médico são atendidas nas UPAs Vila Prado e Cidade Aracy, além da urgência e emergência da Santa Casa.

Com o ‘reforço’ da unidade do Santa Felícia, a estimativa é de 200 atendimentos diários. Palermo disse que o município trabalha para melhorar o atendimento. Mas ele não vê a UPA Santa Felícia amenizar a demanda na Vila Prado e na Santa Casa.

“Temos que reeducar o cidadão a procurar os atendimentos básicos em seus bairros, nas Unidades da Saúde da Família (USF) e nas Unidades Básicas de Saúde (UBS)”, analisou.

“PENDENGAS”

Por estar inativa há um ano e meio, e recebendo verbas federais, a UPA Vila Prado chegou a ser descredenciada pelo Ministério da Saúde e a Prefeitura Municipal obrigada a devolver R$ 2 milhões aos cofres da União, referentes a recursos repassados para o Município, referentes à unidade de saúde em questão.

Palermo afirmou que esses problemas serão resolvidos em breve e que tudo estará “retornando a normalidade”.

“Assim que a UPA retornar às atividades e alimentar o sistema, a verba volta a ser repassada. Quanto à devolver os recursos, irei nos próximos dias para Brasília, entrar com recurso no Ministério da Saúde. Os R$ 2 milhões repassados durante o período de inatividade foram destinados para as outras unidades de saúde”, explicou Palermo.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias